Audiência pública pela aprovação do PL 31/2018 é realizada na ALESP e presidente não comparece

0

Na última quarta-feira (15), ocorreu a audiência pública pela aprovação do PL 31/2018, porém, o presidente da ALESP, Cauê Macris, não compareceu à sessão. O deputado estadual Carlos Gianazzi (PSOL-SP) foi quem conduziu a audiência. A reunião teve como objetivo discutir a importância de sancionar o projeto de lei, que prevê a proibição da exportação de animais vivos no Estado de São Paulo.

A presença de Cauê Macris era fundamental para que ele compreendesse todos os motivos atrelados ao assunto e, assim, acelerasse a aprovação do PL 31/2018. O projeto de lei está sofrendo várias tentativas de obstrução, desde que ingressou na ALESP.

Diversos manifestantes e representantes de organizações ligados à causa animal estavam presentes na sessão. Assessores e outros deputados, como o autor do PL 31, Feliciano Filho (PRP-SP), também integraram a mesa de debate.

No começo da audiência, o deputado Gianazzi declarou aos ativistas que eles estavam reeducando os parlamentares, ao trazer à tona um assunto que muitos deles não tinham conhecimento aprofundado. “Vocês estão trazendo um aprendizado para a Assembleia Legislativa. Muitos deputados não entendiam, não tinham entrado em contato com esse debate e estão tendo a oportunidade de conhecer”.

Os ativistas e representantes ligados à causa animal, conversaram sobre como a proibição da prática é uma tendência mundial. Eles destacaram, ainda, os impactos nocivos da exportação aos seres sencientes, à saúde das pessoas e ao meio ambiente.

O PL 31/2018 continua sem data definida para ser pautado.

Clique aqui e confira o vídeo da audiência postado na página do deputado Carlos Gianazzi.

Aprovação do PL 31/2018: Rio de Janeiro também segue na luta para aprovar o PL 3921/2018

Na quarta-feira (15), também ocorreu uma sessão na ALERJ, que incluía em uma de suas pautas a votação do PL 3921/2018. O projeto de lei pretende vetar o embarque de animais vivos no Estado do Rio de Janeiro.

No entanto, uma emenda proposta pelo deputado Christino Aureo (PP-RJ) impediu que o pleito ocorresse. Para conferir mais detalhes, clique aqui.

Índia proíbe exportação de animais e Israel está próximo de coibir a importação

Enquanto no Brasil a pressão de empresários do agronegócio impede a aprovação de projetos de lei que acabariam com a exportação de animais vivos em diversos estados, a Índia vetou em todo seu território a atividade. A conquista ocorreu após protestos e ações realizadas por ativistas.

Em Israel, o Comitê Ministerial de Legislação sancionou um projeto de lei que veta a importação de animais vivos no país. O PL prevê que os importadores reduzam a compra de ovelhas e bezerros vivos em pelo menos 25% ao ano. A expectativa é que em três anos esse tipo de negócio seja suspenso completamente, quando o projeto se tornará lei.

*Fonte: Deputado Estadual Carlos Gianazzi

*Imagem: Nação Vegana Brasil

 

 

 



Deixe seu comentário