Jornal Nacional mostra morte de animais por falta de comida

0

Nesta segunda-feira (28), o Jornal Nacional exibiu uma matéria sobre a morte de animais nas granjas do país, por falta de comida, devido à paralisação nacional dos caminhoneiros. A greve acontece desde o dia 21 de maio e mais de 70 milhões de aves já morreram. De acordo com a ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal) elas estão sem receber ração.

Se continuarem a não receber alimentos, mais animais vão perder a vida. A estimativa é que um bilhão de aves e 20 milhões de suínos morram por inanição.

A greve está provocando a morte de animais por todo o país

A reportagem mostra o sofrimento desses animais, que não estão acostumados a ficar sem comida. Nessa situação, eles ficam doentes, com diarreias e chegam a cometer canibalismo, de acordo com o médico veterinário entrevistado, Marcos Adriano Scalco. Na propriedade de Eliomar Vendrusculo, produtor entrevistado, mil frangos morreram de fome.

Na região de Planaltina, em Brasília, foi registrada a morte de 400 mil pintinhos. Em Angatuba, cidade do interior de São Paulo, 200 mil frangos de uma granja estão recebendo somente água.

A associação dos avicultores de Vitória (ES), estima que 30 milhões de aves correm o risco de morrer, caso a ração não seja entregue até esta terça-feira (29).

Os estoques de ração em algumas cidades do Rio Grande do Sul estão baixos ainda. Os produtores precisaram reduzir a alimentação dos suínos.

Algumas regiões em Santa Catarina estão permitindo a passagem de caminhões com um adesivo específico. Cem toneladas de ração para porcos foram distribuídas aos produtores com essa medida.

O comitê de crise do Governo Federal já recebeu um alerta do Ministério da Agricultura, para se atentar em relação às mortes em massa desses animais.

Respeito e compaixão com os animais

Lembramos que sentimos muito pelos animais, que estão morrendo por inanição, e isso só acontece para atender à imensa demanda de pessoas que consomem carne, leite, ovos e demais derivados animais.

O portal Mimi Veg pede aos caminhoneiros e às transportadoras para que liberem veículos com alimentos para os animais. Eles têm direitos e não merecem morrer com tanto sofrimento, por inanição. Os animais são as maiores vítimas desse processo de consumo desenfreado que vivemos no Brasil e no mundo.

Para assistir à matéria do Jornal Nacional, clique aqui.

*Fonte: Jornal Nacional

*Imagem: divulgação / Jornal Nacional

 



Deixe seu comentário