Colágeno para vegetarianos

0

O colágeno proporciona diversos benefícios ao organismo. Ele pode manter a jovialidade da pele, das unhas e cabelos, assim como auxiliar na fortificação das articulações do corpo. Mas, como os veganos podem obtê-lo? A nutricionista Vanessa Menck explica neste artigo como garantir a formação e absorção da proteína para quem não consome alimentos de origem animal.

*Por nutricionista Vanessa Menck

O colágeno é a proteína mais abundante do corpo, representando cerca de 30%. É composto por um grupo de 20 aminoácidos, sendo 8 dos 9 essenciais. A glicina, prolina e hidroxiprolina são os em maior abundância (50%).

Nutricionalmente, não é uma proteína completa, pois não possui triptofano e tem baixo teor dos outros aminoácidos.

O suplemento de colágeno, seja hidrolisado ou não, tem sido defendido por sua boa absorção e pelos seus aminoácidos estarem em abundância na pele, combatendo sua flacidez, promovendo crescimento das unhas, cabelo e tônus muscular.

A matéria prima de colágeno via suplementação é a cartilagem de bois e porcos. Sendo, portanto, não consumido por vegetarianos e veganos.

Todas as proteínas, independentemente das fontes, no processo de digestão são quebradas em aminoácidos. Sendo sempre favorecida e priorizada a função fisiológica mais necessária. Como, por exemplo, fornecimento de calorias. Logo, se o colágeno for consumido em uma dieta baixa em proteínas e em calorias, será apenas uma fonte cara (e não vegana) e uma tentativa frustrada de obter seus benefícios.

O que garante a produção de colágeno

Para absorver e garantir que haverá formação de colágeno a partir dos alimentos ingeridos, sem necessitar de suplementação, é necessário:

– Aporte adequado de proteínas (1g/kg até 1.5g/kg de peso);

– Bom funcionamento intestinal, para que as moléculas sejam bem absorvidas (constipação, diarreia, gases em excesso, são sinais de que este processo está desajustado);

– Aporte diário adequado de vitamina C, silício, betacaroteno, tiamina e manganês.

É preciso avaliar, ainda, caso a caso os sintomas, para saber qual nutriente que está faltando para a produção adequada de colágeno. E, em muitos casos, é necessário fazer a suplementação, mas de vitaminas, minerais, proteínas sem soro do leite, e aminoácidos isolados.

Dentre todas as possibilidades de falta, o baixo aporte de proteínas é o mais simples de ser resolvido.

Com uma alimentação balanceada, é possível atingir essas quantidades de forma tranquila, incluindo porções de grãos nas principais refeições, e de castanhas, tofu, sementes e cereais no desjejum e lanches.

Receitas que ajudam na formação de colágeno

Shake de frutas

Ingredientes:

– 1 laranja

– 3 morangos (orgânicos, de preferência)

– 1/2 cenoura

– 1 colher de sopa de tofu (orgânico, de preferência)

– 1 colher de sopa de chia

Modo de preparo:

– Bata todos os ingredientes.

Bowl de frutas

Ingredientes:

– 150 ml de leite de semente de girassol

– 1 banana congelada

-1/ 2 colher de sopa de cacau em pó 100%

– 1/2 colher de sopa de chia

– 1 tâmara

Modo de fazer:

– Bata todos os ingredientes.

Shake de manga

Ingredientes:

– 1/4 de manga

– 1 colher do tipo concha de proteína vegetal de ervilha ou quinoa

– 1 colher de sopa de tofu (orgânico, de preferência)

– 1 colher de sopa de chia

– Uma pitada de cúrcuma

Como fazer:

– Bata todos os ingredientes.

Vanessa Menck é nutricionista especializada em alimentação vegetariana e vegana.

*Fonte: Nutri Vanessa Menck

*Imagem: divulgação



Deixe seu comentário