Ursa Rowena morre após conhecer o amor, a dignidade e o respeito em santuário

0

ursa rowena Na última quarta-feira (24), a Ursa Rowena faleceu, no santuário de animais Rancho dos Gnomos, em Joanópolis (SP). Sua morte aconteceu em decorrência de um tumor no ovário, que gerou complicações em seu cérebro, provocando convulsões, até vir a óbito.

De acordo com a veterinária Carla Spechoto Mariano, que fez o acompanhamento da ursa, ela começou a mudar os hábitos alimentares há cerca de uma semana, o que gerou estranhamento. “Há uma semana nossa ursinha mudou o padrão de alimentação, o que nos causou um alerta. Nós fomos acompanhando o quadro, oferecendo os alimentos preferidos dela. Ontem, ela sofreu um desconforto abdominal, e foi prontamente medicada, nós chegamos a fazer uns exames. Infelizmente, após o desfecho, ela foi trazida para o Hospital de Medicina Veterinária da USP”, explicou a médica.

“Foi constatado que ela teve um tumor ovariano muito grave que teve repercussão no cérebro, o que causou uma convulsão, tirando a vida da nossa ursinha”, lamenta Carla.

O Rancho dos Gnomos declarou luto pela morte da Ursa Rowena e pediu muitas vibrações positivas. “O Rancho dos Gnomos está em luto… No momento, nos faltam as palavras… Todos viram a evolução do amor e cuidado a ela. E, contudo, pedimos que sejam emanadas vibrações de luz e paz. Rowena segue seu caminho nos deixando saudade, mas certos de que em seus últimos meses pôde desfrutar de tudo que lhe foi roubado durante a vida como a dignidade, a compaixão, a benevolência e o respeito!”, informou em comunicado nas redes sociais (veja aqui).

Ursa Rowena: declarada a mais triste do mundo, recebeu o amor que nunca teve

A Ursa Rowena ficou conhecida como a “ursa mais triste do mundo”, após a divulgação de sua história. Ainda filhote, foi vítima do tráfico animal e obrigada a trabalhar em circos, onde levava choques e surras. Em 2011, foi resgatada pelo IBAMA e levada ao zoológico de Teresina (PI).

Ela vivia sob temperaturas próximas aos 40ºC. O clima da região causava muito desconforto, pelo fato do animal não ser preparado para aguentar as condições climáticas elevadas da região.

Durante meses, foi feita uma campanha para transferir o animal do local para o Santuário Rancho dos Gnomos, que possui uma temperatura mais amena e adequada à espécie de Rowena.

Em setembro de 2018, depois de muitas dificuldades e burocracias, a ursa, finalmente, foi transferida para o Rancho dos Gnomos, em Joanópolis, onde conseguiu receber o amor, o respeito e a dignidade que não teve em toda sua vida (relembre o caso aqui).

A ativista Luisa Mell, que também atuou em todo o processo de transferência da ursa, lamentou o ocorrido em suas redes sociais. “Com o coração em pedaços. É como me sinto por saber que nossa ursa Rowena faleceu. Depois de tanto sofrimento, décadas de exploração, quando ela finalmente encontrou a paz, Deus a levou. Quero acreditar que ela cumpriu sua missão aqui e em paz, livre da exploração e do sofrimento que passou durante mais de 30 anos, descansou. Que sua vida, que sua existência, não tenham sido em vão, mas sirvam de exemplos para que a exploração do tráfico de animais, circos e zoológicos não façam mais vítimas como ela!”, declarou (confira a publicação na íntegra aqui).

Ursa Rowena inspirou livro de Rita Lee

Recentemente, a cantora Rita Lee lançou um livro infantil, inspirado na história da Ursa Rowena. A obra “Amiga Ursa – Uma História Triste, mas com Final Feliz” foi lançada oficialmente em junho.

A cantora, defensora da causa animal há alguns anos, se comoveu com a trajetória de Rowena. Chegou a visitá-la no Rancho dos Gnomos e viu que o espaço a deixava contente.

A Ursa Rowena definitivamente foi muito feliz no santuário e recebeu o devido tratamento, que é de direito de todos os animais. Certamente ela será sempre inspiração e exemplo da luta pela libertação animal.

*Fontes: Rancho dos Gnomos; G1; Folha de S. Paulo

*Imagens: Rancho dos Gnomos

Você também pode gostar de ler:

Ursa Marsha: do extremo calor de Teresina (PI), para o Santuário Rancho dos Gnomos, em SP

Caso da ursa Marsha: uso de animais selvagens para entretenimento é crueldade

Santuário Ecológico Rancho dos Gnomos



Deixe seu comentário