Lei que proíbe a circulação e o transporte de carga viva é sancionada em Santos (SP)

0

A lei complementar que proíbe a circulação e o transporte de carga viva nas áreas urbanas e de extensão urbana de Santos-SP, foi sancionada na manhã de 18/04 pelo Prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB). A autoria da lei é do vereador Benedito Furtado (PSB), mas este resultado positivo para a causa animal ocorreu também graças à união e atuação de diversas frentes.

Ativistas, ONGs e todos que se mobilizaram e trabalharam desde o fim do ano passado pelo fim do transporte de carga viva na cidade, comemoraram. Eles participaram incansavelmente por meio de vias legais (através de advogados, comparecendo a Fóruns, providenciando documentação, entre outros), indo às ruas, fazendo vigília em frente ao Porto de Santos para comprovar a crueldade e os maus tratos com os animais, além de registrar toda a movimentação que estava ocorrendo para divulgar nas redes sociais.

Foi uma ação de muitos que zelam pelos direitos animais e todos estão de parabéns pelo resultado positivo!

Agora, o objetivo é que o embarque de animais vivos seja proibido no Estado de São Paulo. O porto de São Sebastião – litoral norte de SP, ainda realiza a atividade. Passo a passo, o desejo de todos os que amam os animais é o banimento desta atividade no Brasil, que só causa dor e morte a esses inocentes. Além disso, não traz nenhum tipo de benefício para a população e para o meio ambiente.

Por isso, todos estão convidados a continuar participando das manifestações, campanhas na internet e toda forma possível de ajudar a acabar com essa crueldade no nosso país. Em outros países, ativistas também lutam pelo fim da exportação de animais vivos.

Transporte de carga viva  é notícia no mundo todo

O Mimi Veg divulgou notícias e eventos que ocorreram sobre o embarque de animais vivos. Além disso, diversos veículos apoiaram a causa soltando notícias e promovendo informação.

Uma grande corrente de apoio internacional se formou com esse episódio em Santos. Veio à tona, recentemente, o caso das ovelhas embarcadas na Austrália com destino ao Qatar no ano passado, onde várias morreram a bordo, foram pisoteadas e praticamente cozidas por dentro, devido ao calor extremo. Um horror imensurável que foi exposto ao mundo através de uma denúncia por vídeo.

Diversas pessoas, mesmo as que comem carne, não concordam com essa prática que não considera o bem-estar dos animais. Eles sofrem muito durante todo o processo que envolve a viagem até o destino final. Os que sobrevivem, são mortos cruelmente, pois não há leis de abate com sensibilização naquelas localidades.

Clique nos títulos abaixo para ler algumas matérias sobre o embarque de animais vivos:

– Porto de Santos anuncia suspensão do embarque de carga viva

– ONG VEDDAS realiza protesto no Porto de Santos contra o embarque de animais vivos

– Justiça Federal suspende exportação de animais vivos nos portos brasileiros

– Embarque de carga viva no Pará: animais podem ter ingerido água contaminada

– Embarque de animais vivos na Austrália: mais de 2.000 ovelhas morrem em navio para o Qatar

*Imagem: divulgação / internet



Deixe seu comentário