Nova investigação realizada no México expõe crueldade no transporte de animais para o matadouro

0

A ONG Mercy for Animals realizou uma investigação para averiguar maus-tratos no transporte de animais de fazendas industriais a matadouros no México. Os membros da organização descobriram uma série de episódios degradantes: porcos e galinhas expostos a sujeira, superlotação e agressões. Confira a seguir mais detalhes dessa crueldade.

*Por Roberto Martinez para o Mercy for Animals

Uma nova investigação secreta feita pela Mercy For Animals (conheça aqui) sobre o transporte de animais de fazendas industriais aos matadouros expõe as condições cruéis de superlotação e sujeira a que eles estão submetidos. Os investigadores capturaram o sofrimento de milhares de galinhas e porcos empilhados nos gigantescos veículos de transporte.

No vídeo a seguir, você pode ver o momento perturbador em que um trabalhador empurra cruelmente um porco e o chuta, além de mais cenas horríveis:

Crueldade é rotina em transporte de animais

Este é o mesmo destino que milhões de animais sofrem nesta jornada a cada ano. Eles são levados à exaustão, entre seus próprios excrementos e por longos períodos sem acesso à água ou comida. O alto nível de estresse que eles sofrem nessas condições os tornam mais propensos a doenças. Essas complicações podem ser transmitidas para outros animais e até infectar seres humanos.

Os animais mortos pela indústria da carne são, na sua maioria, filhotes. Muitos deles ainda não desenvolveram a capacidade de autorregular a sua temperatura. Isso os torna ainda mais suscetíveis ao clima extremo a que estão expostos nestes veículos.

Se você já se preocupou em ver alguém deixar um cachorro em seu carro num dia quente, imagine o sofrimento dos porcos que, além de estarem a céu aberto, são sufocados por ter tão pouco espaço? Não é surpresa que muitos deles não sobrevivam à jornada.

Quando chegam ao matadouro, a sorte deles não melhora, porque uma morte violenta aguarda-os, cheia de dor. O transporte de animais é outro sinal de que a indústria da carne nunca é humanitária e jamais pode haver uma maneira correta de explorar alguém.

Enquanto as explorações industriais continuarem a existir, estes animais continuarão sujeitos a todos os tipos de abusos e até mesmo a circunstâncias pouco conhecidas, tais como condições de transporte deploráveis, acidentes de trânsito, desastres naturais e incêndios.

A maneira mais eficaz de se manifestar contra essa crueldade é deixar de apoiar esse setor. A adoção de uma dieta vegetariana estrita é saudável, boa para o meio ambiente e pode satisfazer qualquer apetite.

*Fonte: Mercy for Animals

*Imagem: divulgação/Mercy for Animals



Deixe seu comentário