Conheça 8 tecidos veganos que substituem a lã

0

Atualmente, há uma variedade de tecidos veganos no mercado que substituem um dos materiais mais cruéis da moda: a lã. Extraída das ovelhas, ela também contribui com a poluição do planeta. Veja a seguir algumas alternativas sem exploração animal que você pode usar para não prejudicar seres inocentes nem o meio ambiente.

*Por Sascha Camilli para o Plant Based News

Embora as crueldades em torno do couro e da pele de animais sejam bem conhecidas, há um equívoco comum, entre quem não é vegano, de que a lã é um tecido delicado que, no máximo, implica um “corte de pelo” nas ovelhas.

Mas, após investigações sobre essa indústria terem mostrado uma violência sistêmica e abuso dos animais envolvidos na produção desse material, os amantes da moda mais conscientes estão à procura de substitutos que sejam veganos.

Um fato pouco conhecido sobre a produção de lã é o seu impacto ambiental. As ovelhas, assim como as vacas, emitem grandes quantidades de gás metano, que contribui com o aquecimento. O relatório da Fashion Industry 2017 (veja aqui)  colocou a lã em quarto lugar na lista dos materiais de moda que tiveram o maior impacto ambiental.

Tecidos veganos: alternativas à lã

A seguir, há algumas opções de tecidos veganos que são quentes, confortáveis e elegantes, sem a crueldade ou a destruição ambiental proporcionada pela produção de lã.

1) Tencel

Também conhecido como Lyocell, este tecido é feito de celulose de madeira. Pode ser usado para tops, macacões, calças e vestidos. É produzido com uma tecnologia de circuito fechado, ou seja, em que água e os produtos são reutilizados.

2) Cânhamo

Este material natural e biodegradável é frequentemente usado em tecidos mistos. Não requer pesticidas para crescer, o que o torna ideal para a agricultura biológica.

3) Algodão orgânico

Quando se trata de algodão ecológico, a agricultura biológica pode fazer toda a diferença. Escolha algodão orgânico para ter certeza de que você está recebendo o melhor produto possível.

4) Fibra de soja

Este material é isento de produtos petroquímicos, além de ser completamente biodegradável.

5) Linho

É um tecido que não necessita de produtos químicos e oferece resistência, durabilidade, além de ser suave na pele.

6) Bambu

É um material muito sustentável. Apenas evite o rayon, um produto derivado de bambu, que costuma levar muitas substâncias químicas em sua produção.

7) Woocoa

Criado por um grupo de estudantes universitários na Colômbia, Woocoa é uma fibra de coco e cânhamo tratada com enzimas do shimeji-preto. Ainda não é muito comercializado, mas é um desenvolvimento empolgante para o futuro próximo.

8) Nullarbor

Desenvolvido pela empresa australiana de inovação de materiais Nanolloose, é um tecido criado com a fermentação de resíduos líquidos do coco.

De algodão a coco, os tecidos veganos naturais nunca foram mais prontamente disponíveis, versáteis ou elegantes.

Os consumidores conscientes de hoje têm uma gama de opções veganas. É um sinal de quão longe chegou a inovação material e os desenvolvimentos interessantes que ainda estão por vir.

Sascha Camilli é fundadora da primeira revista de moda vegana online do mundo, a Vilda Magazine (conheça aqui). É autora do livro Vegan Style, um guia de moda vegana.

*Fonte: Plant Based News

*Imagem: divulgação



Deixe seu comentário