Marca lança roupa de cama vegana e biodegradável feita de eucalipto

0

Uma empresa desenvolveu uma roupa de cama vegana e biodegradável, com polpa de eucalipto. As peças são muito macias e utilizam 90% menos água em seu processo de produção. Segundo a PETA, itens de utilidade doméstica sem ingredientes de origem animal e sustentáveis estão cada vez mais em alta.

*Por Maria Chiorando para o Plant Based News

Uma marca lançou roupas de cama veganas e biodegradáveis. A empresa, chamada Buffy, criou peças de polpa de madeira de eucalipto para um conjunto de cama completo (estofamento, lençol, cobre-leito, edredom etc.).

A polpa de eucalipto usada na confecção dos produtos é originária da Áustria. As fibras da planta são utilizadas para preencher o exterior do material.

Roupa de cama vegana e sustentável

“Tradicionalmente os edredons, roupas de cama e têxteis, em geral, não são feitos de forma muito sustentável e consomem uma quantidade incrível de água”, disse o fundador da Buffy, Leo Wang.

“O eucalipto tem cerca de 90% menos de uso intensivo de água para cultivar. Se você arrancar uma das fibras de nossos edredons e colocá-la sob um microscópio, verá que não tem irregularidades. Isso é o que a torna tão macia”, explica.

Roupa de cama vegana: cresce demanda por itens de utilidades domésticas veganos e sustentáveis

A demanda por produtos de uso doméstico livres de ingredientes de origem animal – e ecologicamente corretos – está aumentando, segundo a organização PETA.

“Está mais fácil do que nunca para os consumidores decorarem suas residências com artigos de casa bonitos e sem crueldade”, disse a diretora da PETA, Elisa Allen. “As empresas inovadoras estão atendendo à crescente demanda por decoração vegana com peças modernas e funcionais que certamente farão brilhar todos os espaços”.

*Fonte: Plant Based News

*Imagem: divulgação/Buffy

Você também pode gostar de ler:

Reebok desenvolve tênis vegano feito à base de milho

Designers transformam garrafas plásticas em moda vegana de luxo

Marca lança roupas íntimas veganas como alternativa aos absorventes convencionais



Deixe seu comentário