Receitas para almoço vegano de Páscoa

0

Confira algumas receitas veganas simples e práticas para o almoço de Páscoa, livres de crueldade e repletas de sabor e qualidade:

1- Requeijão vegano de castanha-de-caju

O requeijão vegano feito a partir da castanha-de-caju é uma ótima opção para acompanhar palitos de cenoura, aipo e pepino. É uma opção leve, refrescante e que pode ser servida como entrada. Irá agradar não só aos veganos como aos intolerantes à lactose ou alergia à proteína do leite.

Essa receita da chef Lidiane Barbosa é uma alternativa muito mais saudável para passar no pão ou criar receitas. Esse requeijão vegano de castanha-de-caju não contém colesterol e é fonte de gorduras boas, presentes no óleo de coco e nas castanhas, além de ser muito mais natural e sem aditivos químicos, ou seja, uma opção mais leve e saudável. Também é ótimo para intolerantes à lactose ou alérgicos ao leite.

Ingredientes

200g de castanha-de-caju
Água filtrada
2 dentes de alho
1 colher (sopa) de óleo de coco
1 colher (sopa) de vinagre de maçã
Açafrão a gosto
Salsinha a gosto

Modo de preparo

Cubra a castanha-de-caju com água e deixe de molho por 8 horas. Após esse período, despreza a água do molho. Coloque a castanha no liquidificador, acrescente 200 ml de água filtrada e os demais ingredientes. Bata tudo por cerca de 5 minutos até ficar bem cremoso.

2- Bolinhos de falafel

Esses bolinhos, além de deliciosos, são super práticos de fazer e altamente nutritivos, já que os ingredientes principais são o grão-de-bico, gergelim e tahine. Agrada aos veganos, celíacos e aos que se preocupam com a saúde.

O falafel é um bolinho originário do Oriente Médio feito à base de grão-de-bico e tradicionalmente frito. Nesta versão, você irá preparar um falafel assado e mais saudável. O grão-de-bico é uma ótima fonte de proteína vegetal e oferece aminoácidos como o triptofano, precursor da serotonina – um neurotransmissor responsável pela sensação de bem-estar. Também é fonte de fibras, por isso pode colaborar para a saúde intestinal e aumento da saciedade. O gergelim é uma semente de alto valor nutricional: rico em vitaminas E e do complexo B, cálcio, ferro, magnésio e aminoácidos essenciais que, juntos, proporcionam muitos benefícios à saúde.

Ingredientes

500g de grão-de-bico cozido
1/3 de xícara de salsinha fresca picada
3 dentes de alho
2 cebolas picadas
2 colheres (sopa) de semente de gergelim
Sal marinho e pimenta-do-reino a gosto
3 colheres (sopa) de farinha de arroz
¼ de xícara de tahine (pasta de gergelim)
1 colher de sopa de suco de limão
2 colheres de chá de endro fresco
1 dente de alho picado
Água em quantidade suficiente para diluir

Modo de preparo

Bata o grão-de-bico em um processador. Caso seja necessário, nesta etapa divida o grão-de-bico e bata-o aos poucos para facilitar o processo. Em seguida, acrescente os demais ingredientes, exceto a farinha de arroz. Bata até que todos os ingredientes estejam bem incorporados em uma massa quebradiça. Transfira a massa para outro recipiente e coloque a farinha. Faça bolinhas de tamanhos uniformes e coloque-as em uma forma untada. Leve para assar em forno pré-aquecido a 180ºC até que fiquem douradas.

Para o molho, misture em uma tigela: o tahine, o suco de limão, o endro fresco, o alho picado e dilua com água até obter a consistência desejada.

3- Tabule de quinoa

Opção riquíssima em proteínas e mais do que completo em nutrientes. Sendo, portanto, uma ótima opção de prato principal, mas que também cai bem como acompanhamento.

O tabule é uma salada libanesa super leve, fácil de fazer e pode ser servida no almoço ou jantar.

Ingredientes

1 xícara (chá) de quinoa em grãos
1 tomate médio picado em cubos sem pele e sem sementes
1 cebola média picada
1 dente de alho grande picado
3 colheres (sopa) de salsinha picada
2 colheres (sopa) de hortelã picada
Suco de 1 limão
2 colheres (sopa) de azeite de oliva extra virgem
1 colher (chá) de sal

Modo de preparo

As sementes de quinoa são cobertas por uma camada de saponina, uma resina amarga que, ao entrar em contato com a água, fica feito sabão, por isso, recomenda-se lavá-las sob água corrente, esfregando-as com a mão, até que tenha sido eliminado qualquer traço da substância. Uma boa maneira de se testar é provando uma semente crua; se ainda se sentir um gosto amargo, é porque a resina continua presente.

Leve a quinoa ao fogo médio numa panela pequena com 2 xícaras (chá) de água filtrada. Deixe cozinhar por 25 minutos, com a panela parcialmente tampada, até que a água seque. Coloque a quinoa em uma tigela e deixe esfriar.

Misture todos os ingredientes restantes a quinoa, mexa bem e leve à geladeira.

Minutos antes de servir tire o tabule da geladeira e deixe descansar em temperatura ambiente. Pode ser servido com pão sírio e coalhada seca.

4- Arroz à piamontese

Fácil de preparar, o risoto é muito bem aceito pelos veganos. Essa preparação leva cogumelos e pode ser variada com os vários tipos existentes, como o paris, shimeji, shitake, portobello, entre outros.

O arroz à piamontese é um prato típico do Brasil, uma preparação muito apreciada nos restaurantes. Parecido com um risoto, essa receita de arroz à piamontese leva alguns ingredientes funcionais, como a aveia, linhaça dourada e a biomassa de banana verde, todas ricas em fibras. A biomassa de banana verde é utilizada para encorpar e proporcionar cremosidade à receita, sem alterar o sabor da preparação.

Ingredientes

4 ½ xícaras (chá) água filtrada ou caldo de legumes caseiro
2 colheres (sopa) azeite
¼ unidade de cebola finamente picada
½ talo (pequeno) alho finamente picado
300g de mix de cogumelos frescos claros picados (paris, shimeji branco, pleurotos, entre outros)
1 xícara (chá) de arroz integral
1 folha de louro
½ xícara (chá) de farelo de aveia sem glúten
2 colheres (sopa) biomassa de banana verde
2 colheres (sopa) de manteiga vegana
2 colheres (sopa) cheiro verde picado
Sal e pimenta do reino moída, à gosto
Decoração: 1 colher (sopa) de linhaça dourada picada grosseiramente

Modo de preparo

Coloque a água para ferver em uma chaleira (se tiver apenas as panelas comuns, coloque um pouco mais de água para equilibrar com a perda do vapor). Em uma panela sobre fogo baixo, aqueça o azeite, coloque a cebola e o alho, refogue até começarem a murchar. Acrescente os cogumelos, tempere com um pouco de sal e cozinhe até começarem a liberar um pouco de líquido;

Coloque o arroz e mexa bem. Aumente o fogo, coloque a água fervente, a folha de louro e a farinha de aveia. Ajuste os temperos. Mexa por alguns minutos. Quando começar a ferver, abaixe o fogo, tampe parcialmente a panela e deixe cozinhar por aproximadamente 15 minutos (tempo da metade do cozimento).

Retire a tampa, misture o arroz delicadamente por alguns minutos (se julgar necessário, acrescente um pouco de água fervente) e retire o louro. Tampe a panela e deixe cozinhar por mais 15 minutos sobre fogo baixo (verifique se os grãos estão cozidos, se necessário, acrescente mais água fervente e deixe terminar a cocção).

Quando o arroz estiver cozido, retire a tampa, acrescente a biomassa de banana verde (se estiver muito seco, acrescente um pouco de água fervente), misture bem, experimente e, se necessário, ajuste os temperos. Desligue o fogo, tampe a panela e deixe descansar por aproximadamente 3 minutos.

Para finalizar: Destampe a panela, acrescente a manteiga e o cheiro verde picado. Mexa vigorosamente até ficar cremoso. Transfira para uma travessa, acomode o arroz à piamontese e decore com a linhaça dourada. Sirva imediatamente.

5- Bombom de coco funcional

Ótima opção de sobremesa, esse bombom é a combinação perfeita de chocolate com coco. Muito gostoso, fonte de gorduras boas, nutritivo e dá para comer sem culpa nessa páscoa.

O bombom de coco tem preparo rápido e é uma boa pedida para quando bater aquela vontade por um docinho.

Ingredientes

½ xícara (chá) de coco ralado fresco
1 colher (sopa) bem cheia de pasta de amendoim
90g (3 tabletes pequenos) de chocolate vegano 70% cacau

Modo de preparo

Em um recipiente, misture o coco e a pasta de amendoim. Com as mãos ou com colher, enrole em forma de bolinhas e leve ao freezer. Enquanto isso, derreta o chocolate em banho-maria. Em seguida, passe as bolinhas no chocolate derretido e volte ao freezer. Espere uns minutinhos até que fique firme e está pronto.

6- Palha italiana

Outra ótima opção de sobremesa. A mistura perfeita do doce com salgado, simples de fazer, super gostosa, crocante, macia e isenta de glúten e lactose.

A receita de palha italiana é uma excelente opção de doce para veganos, intolerantes à lactose ou alérgicos à proteína do leite e pessoas com doença celíaca. Além de agradar diversos paladares, esta palha italiana vegana contém biomassa de banana verde, um espessante rico em fibras que melhora o funcionamento intestinal, auxilia no controle e na prevenção da diabetes, além de dificultar a absorção de gorduras e ajudar a reduzir os níveis de colesterol ruim (LDL).

Ingredientes da massa

1 pacote de biscoito vegano e sem glúten
250 gramas de biomassa de banana verde
4 colheres (sopa) de cacau em pó sem açúcar
100 ml de leite vegetal (leite de coco, castanhas, amêndoas e leite de soja)
3 colheres (sopa) de açúcar mascavo
Óleo de coco para pincelar a forma

Ingredientes da cobertura

2 colheres (sopa) de cacau em pó
6 colheres (sopa) de açúcar demerara

Modo de preparo

Triture grosseiramente o biscoito no liquidificador, retire e reserve.

Em seguida, coloque no liquidificador a biomassa, o cacau, o leite vegetal e o açúcar mascavo. Bata ligeiramente até obter uma mistura homogênea. Despeje a mistura em uma panela (de fundo grosso) pré-aquecida em fogo baixo, prove o doce e se desejar coloque mais açúcar mascavo se julgar necessário.

Mexa sem parar até obter uma consistência grossa. Desligue o fogo, adicione metade do biscoito e misture. Depois pincele óleo de coco em uma forma de vidro e distribua a metade do creme uniformemente na forma. Coloque o restante do biscoito e espalhe. Finalize com o creme de maneira uniforme. Cubra a forma com papel filme e leve à geladeira por 8 horas.

Retire da geladeira e corte quadradinhos tipo palha italiana, retire os quadradinhos com uma colher ou faca, molde com as mãos suavemente e passe cada quadradinho na mistura de cacau com açúcar demerara. Distribua todas as palhas italianas em uma forma e sirva.

Fonte: Natue (com adaptações)

Imagem: divulgação



Deixe seu comentário