75% dos moradores de província canadense querem que a piscicultura seja desativada

0

Uma nova pesquisa da Mainstreet Research constatou que quase 75% dos moradores da Colúmbia Britânica, província canadense, apoiam a proibição imediata das fazendas de piscicultura de salmão. Ou seja, um em cada dois residentes dizem que “apoiam fortemente” que a piscicultura seja desativada.

*Por Joe Loria para a Mercy For Animals

Esta pesquisa prova que os residentes da Colúmbia Britânica não compram as mentiras da indústria pesqueira. De fato, menos de 25% dos entrevistados concordaram que as fazendas de criação de peixes fornecem empregos e prosperidade econômica com um impacto ambiental mínimo.

No ano passado, o ativista Tavish Campbell divulgou um vídeo realmente perturbador mostrando o que parecia ser um tubo liberando resíduos vermelhos após o abate de peixes nas águas costeiras da Colúmbia Britânica.

Além disso, filmagens secretas de fazendas de salmão em Vancouver Island revelaram um horror inimaginável: salmões cegos nadando em suas próprias fezes. Outra reportagem revelou que os piolhos do mar de uma das fazendas de piscicultura estavam matando o jovem salmão selvagem.

Fazendas de piscicultura são criadouros de parasitas

Fazendas de piscicultura são imundas e superlotadas, tornando-as perfeitos criadouros para parasitas. Em 2016, um surto de piolhos do mar se estendeu da Escandinávia até o Chile. Como resultado, quase metade das fazendas de salmão da Escócia estava infestada com o parasita que se alimenta de sangue, pele e lodo.

A criação de salmão não é apenas imunda e perigosa, mas incrivelmente cruel. De acordo com um estudo recente publicado no Journal of Experimental Biology, o salmão criado em fazendas de piscicultura é forçado a crescer a uma taxa tão acelerada que mais da metade deles fica parcialmente surda. Outro estudo mostra que o salmão de cativeiro sofre de depressão severa. Conhecido como “drop outs”, o salmão deprimido flutua sem vida.

Indústria de frutos do mar não considera dor dos peixes

Depois de suas vidas terríveis em fazendas de piscicultura, muitos peixes enfrentam mortes particularmente horríveis. Apesar da capacidade dos peixes de sentir dor, a indústria de frutos do mar trata esses seres inocentes como meros objetos.

Em 2011, a Mercy For Animals conduziu uma investigação secreta em uma instalação de abate de peixes. A filmagem expôs os animais sendo esfolados vivos. Eles se debatiam e lutavam para escapar das facas dos trabalhadores. Enquanto os peixes engasgavam com o oxigênio, a pele era arrancada com um alicate. Assista a seguir:

Felizmente você não precisa esperar que os governos proíbam a criação de peixes. Você pode retirar seu apoio a esta indústria cruel. Deixe os peixes e todos os outros animais de fora do seu prato. Mude para uma dieta vegetariana estrita.

*Fonte e imagem: Mercy for Animals



Deixe seu comentário