Estudo diz que mais de 50% das orcas selvagens do mundo podem desaparecer

0

A população de orcas selvagens no mundo pode reduzir drasticamente nos próximos 50 anos, de acordo com uma pesquisa divulgada na revista Science. Segundo o estudo, as baleias estão sendo extintas devido a uma série de fatores, como: pesticidas, pesca desenfreada, assim como o excesso de embarcações, que prejudicam sua ecolocalização.

*Por Estelle Rayburn para o One Green Planet

As orcas são criaturas marinhas inteligentes e protetoras de suas famílias. Elas se assemelham aos seres humanos quando se trata de inteligência emocional. E, infelizmente, esses gigantes gentis estão em apuros, em grande parte graças às atividades humanas.

De acordo com um novo estudo conduzido por Jean-Pierre Desforges e publicado na revista Science (confira aqui), há evidências de que mais da metade das populações de orcas do mundo pode sofrer um completo colapso ou, no mínimo, um declínio severo nos próximos 30 a 50 anos. Das 19 populações de orcas selvagens que restam no mundo, esta pesquisa prevê que 10 delas verão seu número diminuir significativamente ou chegar a zero nas próximas décadas.

Orcas selvagens: qual é a principal causa do extermínio

A principal ameaça da extinção de baleias é um grupo de produtos químicos tóxicos chamados bifenilos policlorados (PCBs). Esses perigosos compostos carcinogênicos foram proibidos nos Estados Unidos em 1979. O estudo revelou que eles ainda estão presentes em grandes quantidades nos oceanos, particularmente no hemisfério norte.

De fato, foi descoberto que as populações de orcas nesta região estavam “fortemente contaminadas” com os PCBs. Os efeitos persistentes dessas substâncias químicas agora ameaçam a sobrevivência desses animais. Os PCB estão interferindo na reprodução e função imunológica dos animais, além de mudar seus comportamentos inatos de maneira que poderiam ser mortais.

Como Desforges descreveu esta descoberta alarmante para a National Geographic (veja aqui), “um grupo de produtos químicos que pensávamos não ser mais uma ameaça, ainda está presente em concentrações que continuarão a representar um risco significativo”.

Outros fatores também contribuem para a extinção das orcas selvagens

Ele passou a chamar os resultados de “assustadores”, especialmente considerando que os PCBs são apenas uma das muitas ameaças que as orcas enfrentam atualmente. Também é motivo de grande preocupação o fato de que as populações de salmão Chinook – a principal fonte de alimento para as orcas residentes do Sul – vêm diminuindo rapidamente nos últimos anos, devido à sobrepesca, à perda de habitat e à poluição. Como resultado, os cetáceos estão morrendo de fome.

Para piorar, o tráfego de embarcações está interferindo na capacidade das orcas de se comunicarem umas com as outras. Isso afeta a ecolocalização delas, dificultando ainda mais a busca de alimentos.

A situação das orcas está sendo impulsionada por uma teia complicada de fatores. Todos eles apontam para um destino sombrio para as baleias no futuro próximo. Porém, ainda resta um pouco de tempo para agirmos e dar a essas criaturas uma chance de sobreviver nos oceanos.

Para mais informações sobre como ajudar as orcas, acesse aqui o Centro de Pesquisas de Baleias.

*Fonte: One Green Planet

*Imagem: divulgação



Deixe seu comentário