ONG VEDDAS realiza protesto no Porto de Santos contra o embarque de animais vivos

0

porto-de-santosAtivistas da ONG VEDDAS (Vegetarianismo Ético, Defesa dos Direitos Animais e Sociedade) fizeram um protesto no Porto de Santos nos dias 26 e 27 de janeiro (sexta e sábado). Na manifestação, o grupo tentava impedir a entrada dos caminhões que chegavam carregados de bois vivos.

Na página da VEDDAS no Facebook encontram-se fotos e vídeos das ações realizadas nos dois dias. O grupo protestou durante o discurso do governador Geraldo Alckmin, em um evento político em Santos na manhã de sexta-feira, e registrou a situação em que estavam os animais que chegavam ao Porto de Santos nos veículos.

Transporte de animais vivos no Porto de Santos

Desde novembro do ano passado, a empresa Minerva Foods tem embarcado bois no Porto de Santos. Após manifestações de grupos e intervenções de representantes dos porto-de-santosdireitos animais, a CODESP (Companhia Docas do Estado de São Paulo) proibiu esse tipo de carregamento no Porto a partir da segunda semana de janeiro.

No entanto, a ANTAQ (Agência Nacional de Transportes Aquaviários) divulgou que não havia nenhum impedimento para o transporte de animais vivos no Porto de Santos e deu aval para que os trabalhos prosseguissem. Isso fez com que a CODESP voltasse atrás de sua decisão (leia aqui) e motivou a continuidade dos protestos de grupos a favor dos direitos animais, entre eles, o da ONG VEDDAS, ocorrido no último final de semana.

Além dos protestos, a VEDDAS já vem tomando atitudes junto ao Ministério Público e à Justiça Federal:

“A ONG VEDDAS – Vegetarianismo Ético, Defesa dos Direitos Animais e Sociedade, por meio de sua advogada Fernanda Tripode, já apresentou duas representações ao Ministério Público Federal (em dezembro e janeiro), ambas tendo motivado visitas de vistoria ao porto e aguardamos mais resultados, além de uma ação na Justiça Federal em Santos. O mesmo foi feito em dezembro e janeiro para o Porto de São Sebastião (MP e Justiça Federal) onde a Justiça Federal já notificou a Receita Federal e o Porto de São Sebastião pelo cumprimento da tutela parcial constante da nossa solicitação”.

*Fonte: VEDDAS / jornal A Tribuna

*Imagens: VEDDAS



Deixe seu comentário