Onça volta a enxergar após ser resgatada e receber tratamento veterinário

0

onca Uma onça-pintada melânica (com excesso de melanina, que oculta suas pintas) recuperou a visão após passar por um tratamento no Hospital Veterinário da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Na época que foi resgatado, o filhote apresentava, ainda, um quadro de desnutrição.

O animal foi salvo por um morador de Paranaíta, em uma região de pastagem. Ele pediu ajuda à Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema), quando percebeu que a onça estava debilitada.

De acordo com a UFMT, o filhote tem aproximadamente três meses de idade e está sendo monitorado pela equipe da universidade. Segundo os veterinários responsáveis por cuidar da onça, ela será treinada para ser solta na natureza quando completar dois anos.

“Estamos em conversa com o poder público para que possamos construir um recinto adequado para o projeto de reabilitação. Ele precisa aprender a caçar, se deslocar e se proteger”, informou Elaine Conceição, professora da UFMT.

Segundo Elaine Conceição, o quadro do filhote é estável e ele deverá passar por novos exames. “Ele já tem percepção de movimento e está interagindo bem com os desafios. A recuperação dele tem sido significativa e o estado de saúde é estável”, ressaltou.

Onça recuperada tem melanismo

A onça possui melanismo, que é uma condição genética rara. Ela tem uma concentração de pigmento preto em sua pele, que oculta as pintas dessa espécie. Segundo especialistas, entre 5% e 10% das onças nascem com essa característica.

Conforme pesquisadores, essa espécie está em risco de extinção no Brasil. Por ter essa condição, o animal se torna ainda mais raro.

Onça recuperada: o que fazer se encontrar um animal silvestre

É importante ressaltar que animais silvestres não devem ser domesticados. Caso encontre um em sua região, deixe-o onde está. Mas, se ele estiver debilitado ou apresentar algum tipo de agressividade, informe a alguma autoridade, como o Corpo de Bombeiros ou a polícia ambiental, para que eles possam resgatá-lo e cuidar dele.

*Fontes: JM Online; G1; Prefeitura de São Paulo

*Imagem: divulgação/SEMA-MT

Você também pode gostar de ler:

Tartaruga ganha prótese feita de Lego e volta a andar

Menino faz carrinho para gata poder voltar a andar

Índia recebe seu primeiro hospital de elefantes

 



Deixe seu comentário