Etiópia planta 350 milhões de árvores em um dia para combater as mudanças climáticas

0

A Etiópia plantou, em um único dia, 350 milhões de árvores para combater as mudanças climáticas. A iniciativa faz parte da campanha governamental Green Legacy, com o objetivo de salvar o planeta do aquecimento global. Com essa marca, o país bateu o recorde anterior, feito pela Índia, em 2016.

*Por Charlotte Pointing para o LiveKindly

A Etiópia acaba de bater um recorde mundial em sua luta contra a crise climática.

Em um único dia, o país plantou mais de 350 milhões de árvores. Anteriormente, a Índia detinha este recorde, cultivando 50 milhões de árvores em 24 horas, em 2016.

O sucesso do plantio de árvores na Etiópia foi resultado de uma campanha nacional contra as mudanças climáticas. A iniciativa Green Legacy pretende tornar o país mais verde, limpo e amigo do meio ambiente, assim como plantar quatro bilhões de árvores em todo o país até o fim do verão.

O governo está incentivando todos os cidadãos a plantar pelo menos 40 mudas. Até mesmo fechou escritórios públicos para que funcionários públicos pudessem participar da campanha.

Mudanças climáticas: uma solução simples?

Em julho, um estudo revelou o potencial das árvores no combate às mudanças climáticas. Os cientistas revelaram que o plantio de bilhões de árvores ao redor do mundo é a maneira mais rápida e barata de salvar o planeta.

Segundo o professor Tom Crowther, da universidade suíça ETH Zürich, onde a pesquisa foi realizada, o plantio de árvores é uma solução mais simples do que as outras.

“As árvores não apenas ajudam a mitigar a mudança climática absorvendo o dióxido de carbono no ar, mas também têm enormes benefícios no combate à desertificação e à degradação da terra, particularmente em países áridos”, disse o Dr. Dan Ridley-Ellis, chefe do centro de ciência e tecnologia da madeira, na Edinburgh Napier University.

“Esse feito verdadeiramente impressionante [da Etiópia]não é apenas um simples plantio de árvores, mas parte de um enorme e complicado desafio para levar em conta as necessidades de curto e longo prazo das árvores e das pessoas”, acrescenta o pesquisador.

*Fonte: LiveKindly

*Imagem: divulgação/Governo da Etiópia

Você também pode gostar de ler:

Canudos plásticos são vetados no Estado de São Paulo

Estudante de 18 anos do Pará desenvolve tijolo de caroço de açaí

Supermercado da Tailândia substitui plástico por folhas de bananeira para embalar seus produtos



Deixe seu comentário