Justiça Federal suspende exportação de animais vivos nos portos brasileiros

0

A exportação de animais vivos pelos portos do Brasil está suspensa. O juiz federal Djalma Moreira Gomes, da 25ª Vara Cível Federal de São Paulo, concedeu a liminar que foi divulgada na noite de 02/02.

No mesmo documento, o juiz determina, ainda, o o desembarque dos 27 mil bois que estão no porto de Santos, dentro do navio NADA, e que seriam exportados para a Turquia.

Leia o conteúdo da suspensão da exportação de animais vivos pelos portos do Brasil:

“Isso posto, DEFIRO O PEDIDO DE LIMINAR para IMPEDIR a exportação de animais vivos para o abate no exterior, em todo território nacional, até que o país de destino se comprometa, mediante acordo inter partes, a adotar práticas de abate compatíveis com o preconizado pelo ordenamento jurídico brasileiro e desde que editadas e observadas normas especifícas, concretas e verificáveis, por meio de parâmetros clara e precisamente estabelecidos, os quais possam efetivamente conferir condições de manejo e bem estar dos animais transportados”, determinou o juiz.

Em consequência, determino o DESEMBARQUE e RETORNO à origem, mediante plano a ser estabelecido pelo MAPA e operacionalizado pelo exportador, sob fiscalização das autoridades sanitárias, de todos os animais embarcados no NAVIO NADA, cuja embarcação somente poderá prosseguir viagem depois de completamente livre de animais vivos”.

Apesar de ser um momento muito comemorado por ativistas e todos que lutam pela causa animal, a decisão pode ser revertida a qualquer momento, pois é uma liminar. Desta forma, os trabalhos continuam para que esta prática descabida e cruel se torne realmente proibida em todo o território nacional.

Fique por dentro de outras notícias que divulgamos sobre o caso:

Santos multa Minerva Foods em R$ 1,4 milhão por maus-tratos aos bois

ONG VEDDAS realiza protesto no Porto de Santos contra o embarque de animais vivos

Porto de Santos é autorizado a retomar o embarque de animais vivos

*Imagem: Acapra



Deixe seu comentário