Joaquin Phoenix vence Oscar 2020 e emociona em discurso sobre causa animal e meio ambiente

0

O ator vegano e ativista Joaquin Phoenix venceu na categoria de Melhor Ator por seu trabalho em “Coringa”. Joaquin subiu ao palco e fez um discurso emocionante, lembrando que todos fazemos parte de um todo e somos a chave para tornar o mundo um lugar melhor para os animais, o meio ambiente e para nós mesmos.

Joaquin disse que acreditamos defender causas diferentes, mas, na verdade, lutamos contra injustiças, como: racismo, desigualdade de gêneros, causa animal, entre outros. Ele nos levou a refletir: temos o direito de roubar os recursos da natureza sem impunidade? Inseminar artificialmente uma vaca, sequestrar seu bezerro e tomar o leite que era dele?

O ser humano tem muitas qualidades e pode ser melhor, basta ter como norteadores o amor e a compaixão, beneficiando todos os seres sencientes e o meio ambiente, citou Joaquin num dos trechos de sua fala.

Leia a seguir o maravilhoso discurso de Joaquin Phoenix na íntegra:

“Nossa, eu estou tão cheio de gratidão neste momento e eu não me sinto acima de nenhum dos meus colegas indicados ou de qualquer outra pessoa deste auditório porque nós compartilhamos o mesmo amor pelo cinema e a sua forma de expressão. Isso me trouxe uma vida extraordinária. E eu não sei o que eu seria sem ter isso na minha vida.

Mas eu acho que o maior presente que eu recebi disso foi a oportunidade de poder utilizar a nossa voz para quem não tem voz. Eu tenho pensando muito a respeito de algumas questões perturbadoras que estamos enfrentando coletivamente. Eu acho que às vezes a gente se sente ou é levado a se sentir que nós defendemos causas diferentes. Mas pra mim, como um traço incomum entre tudo isso, é que quando falamos sobre desigualdade entre gêneros, racismo, LGBTQ, direitos dos indígenas ou dos animais, estamos falando sobre lutas contra injustiças, uma luta contra aquela crença de que nós somos uma fração, um gênero, uma raça, uma espécie que tem o direito de dominar e explorar o resto sem impunidade.

Eu acho que a gente se desligou do mundo natural e muitos de nós têm essa nossa visão de mundo egocentrista, essa crença de que somos o centro do universo. Mas quando entramos no mundo natural nós só roubamos recursos, nós nos sentimos no direito de inseminar uma vaca artificialmente e quando ela tem o filhote nós roubamos ele, mesmo que seus gritos de angústia sejam inconfundíveis. Depois, pegamos o leite dela, destinado ao bezerro, e colocamos em nosso café ou cereal.

Nós temos medo dessa ideia de mudança pessoal, porque achamos que temos que sacrificar algo ou abrir mão de alguma coisa. Mas os seres humanos são muito inventivos, criativos, engenhosos e quando usamos o amor e a compaixão como princípios norteadores, podemos criar, desenvolver e implementar sistemas de mudanças que são benéficos a todos os seres sencientes e para o meio ambiente. Eu a vida inteira fui uma pessoa egoísta, cruel, às vezes difícil no trabalho e eu estou grato que muitas pessoas aqui me deram uma segunda chance. Eu acho que aí é que nós somos melhores como seres humanos, quando nos apoiamos e não quando nos cancelamos por erros do passado, mas quando nos ajudamos a crescer, educamos uns aos outros, nos guiamos em direção à redenção. Isso é o melhor da humanidade.

Quando meu irmão tinha 17 anos, escreveu uma letra. Ele disse: ‘Corra em direção ao resgate com amor e a paz o seguirá’. Muito obrigado!”

Assista ao vídeo do discurso de Joaquin Phoenix:

*Fonte do vídeo: Aquela Pausa

*Imagem: site oficial do Oscar 2020

Você também pode gostar de ler:

Menino faz carrinho para gata poder voltar a andar

Professora recolhe tampas de plástico para ajudar animais em Caxias do Sul – RS

Menina de 7 anos recolhe latinhas para comprar ração para cães de rua



Deixe seu comentário