Evento de moda promete abandonar o couro para lutar contra a crueldade animal

0

A Helsink Fashion Week, evento de moda que promove roupas sustentáveis, declarou que vai deixar de usar couro em 2019. A medida foi tomada devido a uma carta enviada pela PETA, com informações sobre a crueldade contra os animais. O documento também relatava os danos provocados ao meio ambiente, gerados pela indústria que explora a pele dos seres sencientes.

*Por Maria Chiorando para o Plant Based News

A Helsinki Fashion Week (conheça aqui) prometeu abandonar o couro a partir de julho de 2019, numa posição contra a crueldade com os animais.

O evento, que promove a moda sustentável e tem sido descrito como “feroz” pela Vogue (veja aqui), mostra suas produções em uma Eco-Village movida a energia renovável, que também fomenta a redução de desperdício.

Agora, os chefes do evento prometeram dar um passo à frente ao abandonar a pele dos animais. A decisão aconteceu depois que a PETA lhes forneceu uma carta. O texto cita amplamente informações sobre a indústria do couro.

Evento de moda abandona couro: sofrimento intensivo

Em sua carta, a PETA escreveu: “A indústria do couro submete mais de 1 bilhão de animais a cada ano a um confinamento intensivo, castração sem alívio da dor, apinhamento (problema dentário) extremo e uma aterradora viagem ao matadouro”.

O documento abordava como o couro é um produto lucrativo da indústria da carne, uma das maiores poluidoras do mundo.

“E os curtumes, que usam formaldeído, derivados de alcatrão de hulha, corantes à base de cianeto e outros produtos químicos perigosos, são notórios por poluir a água e o solo”.

Na carta, a PETA acrescentou que designers como Stella McCartney, Vika Gazinskaya e Felder Felder, não usam o tecido. Eles optam por novos materiais alternativos elaborados com folhas de abacaxi, uvas, cogumelos, cortiça e muito mais. Além disso, diz que dois terços dos millennials pagariam mais por itens feitos de forma sustentável.

Confira a campanha da PETA contra a indústria do couro:

Evento de moda toma posição ativa contra a crueldade com animais

A fundadora da Helsinki Fashion Week, Evelyn Mora, disse: “nós, da Helsinki Fashion Week, com o apoio da Nordic Fashion Week Association, estamos tomando uma posição ativa contra a crueldade aos animais e impactos ambientais prejudiciais que o uso de couro animal traz consigo.”

A diretora da PETA, Elisa Allen, acrescentou: “ao proibir o couro, a Helsinki Fashion Week se tornará uma presença revolucionária e inovadora no cenário da moda. A PETA está ansiosa para ver os tecidos veganos ecologicamente corretos e ecológicos assumirem as passarelas de Helsinque em 2019 e posteriormente.”

*Fonte: Plant Based News

*Imagem: divulgação



Deixe seu comentário