Entrevista com Priscila e Luiza – idealizadoras do Atelier Baunilha

0

As fundadoras do Atelier Baunilha, Priscila e Luiza, sempre seguiram o caminho da culinária. Com o surgimento da empresa, viram uma oportunidade de difundir o veganismo para o público, de uma maneira doce e surpreendente.

Priscila nasceu em Santo André (SP). Realizou o curso técnico em Nutrição e Dietética, fez graduação em Nutrição, tecnólogo em Eventos e pós-graduação em Segurança Alimentar. Ela faz, ainda, cursos livres e tem participado de eventos e palestras, desde então.

Luiza também é natural de Santo André (SP). Cursou técnico em Informática, faculdade de Gastronomia e participa de cursos na área de confeitaria e panificação.

O Atelier Baunilha completa 6 anos em outubro de 2019. A empresa começou trazendo a alimentação vegetariana estrita como opção em seu cardápio. Hoje, oferece doces, bolos, salgados e outros itens para festas, eventos e alimentação do dia a dia. Tudo livre de ingredientes de origem animal!

O Atelier Baunilha tem, ainda, uma lojinha com produtos diferentes e gostosos, como sorvetes, pastas de amendoim, chás artesanais, chocolates brancos, entre outros.

Assista aqui ao vídeo que as idealizadoras do Atelier Baunilha fizeram especialmente para o canal do Mimi Veg no YouTube (assine aqui).

Confira a seguir a entrevista que as fundadoras do Atelier Baunilha concederam ao portal:

1. Como vocês se tornaram veganas e quais foram os reflexos dessa decisão em suas vidas de forma geral?
atelier baunilha

O veganismo foi um processo que veio com o início do Atelier Baunilha. Nossas formações na área da alimentação sempre trataram como “normal, natural e necessário” (como diz Melanie Joy em “Por que amamos cachorros, comemos porcos e vestimos vacas” sobre a ideia do consumo de carnes e afins) a participação de ingredientes de origem animal na alimentação.

Era tratado como loucura não comer carne ou de difícil substituição, tanto em valores nutricionais quanto em apresentações e preparações. É incrível como a pesquisa e indústria evoluíram em 10 anos e proporcionaram essas mudanças de forma saudável e apropriadas!

Foi trabalhando com alimentação vegetariana estrita no Atelier que adquirimos conhecimento da causa e percebemos que não precisamos de ingredientes de origem animal, assim como sua exploração e sofrimento, em nossa alimentação no dia a dia.

Isso proporcionou maior conhecimento de marcas e produtos certificados, com ideologias que nos identificamos. Sempre damos preferência para marcas veganas, nacionais, de composição mais natural e/ou orgânica e que tenham ideologia feminista ou que dê apoio à causa.

Pode parecer exigência demais ou bastante difícil de encontrar. Mas, quando temos clareza nos ideais e o que queremos para nossas vidas, fica fácil adquirir e ter em nossas vidas.

As fundadoras do Atelier Baunilha contam como a empresa nasceu:

2. E a empresa Atelier Baunilha, como nasceu? Contem pra nós sobre ela, sua jornada até aqui.

atelier baunilha O empreendedorismo sempre esteve presente em nossas vidas, desde pequenas vemos nossos pais trabalhando por conta (possuem há mais de 30 anos uma empresa em sociedade na área de eletrônica) e tratamos com naturalidade o lado B de ter empresa própria: a falta de horários e folgas regrados, o trabalho dobrado e o cuidado de todas as áreas envolventes.

Dessa forma, já era esperado que um dia trabalharíamos por conta própria, juntas ou não.

O Atelier surgiu em um período de saída do último emprego da Priscila (nutricionista de um tradicional restaurante ovolacto de Santo André) e da Luiza (gastrônoma de um bistrô francês).

Recebemos o incentivo para fazer algo próprio. No início, o Atelier trabalhava com todas as linhas de alimentação, o vegano era uma opção. Com o tempo, percebemos que trabalhar com alimentação vegetariana estrita não era somente uma opção, e sim, um modo de vida que precisa ser levado a sério e respeitado.

Trabalhar com ingredientes de origem animal não tinha mais sentido para nós, nem lugar em nossa cozinha. Além disso, os públicos alérgico e intolerante precisam de cuidados especiais na produção de seus alimentos. Seria falta de responsabilidade da nossa parte oferecer riscos a quem consumisse.

O Atelier Baunilha faz aniversário de 6 anos em outubro, trabalhando há 5 somente com produtos veganos.

As idealizadoras do Atelier Baunilha contam quais são as maiores dificuldades nesta área:

3. Quais são os maiores desafios para empreender na área de vocês, doces e salgados veganos?

atelier baunilha
Empreender já tem como base aceitar desafios, né? E nós adoramos. O mar agitado nos fez boas marinheiras!

Achamos que o público não vegano tem um pouco de preconceito em aceitar um produto vegano. Muitas vezes já vêm com a opinião formada antes mesmo de experimentar ou conhecer.

E aí está um desafio: mostrar que a alimentação vegetariana estrita é rica, variada e bonita! Criou-se um estereótipo de que comida vegana é sem graça, sem cor e sem sabor.

Estamos aqui para provar justamente o contrário! Muitos dos nossos produtos, principalmente os bolos e doces, têm ótima aceitação por ambos os públicos (o que nos dá a sensação de dever cumprido).

De forma geral, trabalhar com alimentação é bastante desafiador: todas as pessoas que sabem ou se dispõem a cozinhar podem ser concorrentes no mercado, sejam especialistas na área, aventureiras ou apaixonadas por cozinha.

Nos dias de hoje, temos acesso fácil a receitas, vídeos, cursos, programas e conteúdos, o que pode fazer do mercado da alimentação uma opção de renda (extra ou única). E com isso, vai da pessoa se manter atualizada, sempre com boas práticas de manipulação e higienização, além de bom atendimento e redes sociais em dia, para garantir destaque e preferência entre o público.

As criadoras do Atelier Baunilha contam como os clientes reagem aos seus produtos:

4. Muitas pessoas dizem que não conseguem parar de consumir leite de vaca, queijo, doce de leite etc. Qual é a reação delas quando conhecem os deliciosos produtos de vocês e que não contêm nada de origem animal?

atelier baunilhaMuitas pessoas chegam a nos questionar se realmente é vegano o que fazemos, e com muito orgulho, respondemos que sim! É um trabalho com muitos estudos e testes envolvidos. Receber esses comentários nos mostra que o caminho é esse!

Entendemos que realmente é difícil deixar de consumir derivados de origem animal, principalmente no caso do leite e queijos. Por isso, nos colocamos sempre à disposição para apoio e auxílio dessas pessoas.

Não cabe à nós julgar ou criticar quando uma pessoa vem com essas experiências, e, sim, ouvir e ajudar como podemos, seja oferecendo opções de substitutos veganos desses produtos ou somente conversar, dar um ânimo para continuar no caminho!

As fundadoras do Atelier Baunilha deixam uma mensagem para quem deseja abrir um negócio vegano:

5. Deixem uma mensagem de incentivo para aqueles que desejam empreender no veganismo, mas acreditam que o público ainda é muito escasso ou é difícil.

Pode parecer clichê, mas sempre acreditamos que empreender deve ser feito com paixão, acreditando na causa escolhida. A ideia que for trabalhada deve ser feita da melhor forma possível, visando o novo e o inovador, não ter medo de trazer novidades.

Redundante? Não, o mercado está lotado de pessoas fazendo o mesmo e copiando o outro. Fica quem tem diferencial nos produtos e serviços, espaço, atendimento. Quem faz o público é a empresa!

Veja nosso exemplo: estamos há quase 6 anos bem estabilizadas no Grande ABC, região que sempre vimos potencial e resolvemos investir, dando preferência para os clientes e fornecedores daqui. Não é fácil ou simples, mas com trabalho sério e propósito é sempre possível!

atelier baunilhaContatos do Atelier Baunilha:

– Site/blog: https://atelierbaunilha.wixsite.com/info
– Email: baunilha@terra.com.br
– Facebook: https://www.facebook.com/AtelierBaunilha/
– Instagram: https://www.instagram.com/AtelierBaunilha/
– WhatsApp: (11) 98105-8270

O Atelier Baunilha fica em Santo André (SP) e surgiu em 2013. Foi criado pelas especialistas em culinária Priscila e Luiza, que têm como propósito disseminar o veganismo para todas as pessoas, além de mostrar que a alimentação vegetariana estrita não é somente saudável e mais ética, mas também incrivelmente saborosa.

*Fonte e imagens: acervo pessoal de Priscila e Luiza



Deixe seu comentário