Elefante cego “dança” ao ouvir pianista tocando músicas clássicas

0

Animais são seres sencientes, como já foi comprovado pela ciência. A linda história deste elefante que “dança” ao som de músicas clássicas, é um exemplo de como os animais são seres que sentem como os humanos. Conheça a seguir a emocionante história de um músico que toca num santuário na Tailândia para elefantes cegos, idosos e resgatados de maus-tratos.

*Por Robertas Lisickis

É emocionante pensar como seres humanos e animais às vezes podem ser parecidos. Não estou falando de aparência física – a semelhança mais próxima são os primatas.
Os animais continuam a nos surpreender e inspirar através de sua capacidade mental para coisas que, muitas vezes, consideramos exclusivamente humanas, como emoção, empatia, capacidade de criatividade, entre outros. O mais surpreendente é o fato dos animais entenderem e participarem do que denominamos arte e cultura.

Acredite ou não, este elefante cego dançou ao som das músicas clássicas

Um músico britânico chamado Paul Barton colocou um piano no meio de um santuário de elefantes e começou a tocar músicas clássicas para um elefante cego chamado Lam Duan. A resposta do elefante? Muito humana! Ela começou a balançar de um lado para o outro, movendo suavemente as patas da frente e o corpo como se desejasse dançar ao som da música. Luam também fechou os olhos suavemente, expressando muito sentimento e sensibilidade ao som do piano.

elefante

Em seu vídeo, Barton explica que a gentil e velha elefante ficou cega a maior parte de sua vida. O elefante de 62 anos passa seus dias no ElephantsWorld, uma organização de proteção animal sediada em Wang Dong, na Tailândia. Barton toca para ela algumas músicas clássicas suaves de Frédéric Chopin, Johann Sebastian Bach, Franz Schubert e Erik Satie.

elefante

Músico descobriu o santuário durante uma filmagem e compartilha seu talento e tempo com o elefante Luam

O que dá ainda mais beleza a essa história é a ideia desse pianista de bom coração compartilhar seu talento e tempo com um animal cego que não pode apreciar a beleza da vista, mas, no entanto, pode admirar tudo o que é audível. É como ler para cegos.

Barton teve a ideia de fazer isso quando, num certo dia, filmava um vídeo na ponte do rio Kwai para seu canal. Lá, ele descobriu esse santuário de elefantes que cuida de animais idosos, feridos, deficientes e abandonados. Como ele ama elefantes, foi até lá e perguntou se podia trazer e tocar piano para eles. Os dirigentes do santuário não se opuseram.

Lam Duan não foi o único elefante a apreciar os sons suaves de Bach, Chopin e Schubert

Lam Duan não foi o único elefante a apreciar este presente. Havia uma enorme quantidade de elefantes entrando e ouvindo a performance de Barton. Um deles até cantou! Bem, cantou da melhor maneira possível. Há até um vídeo dele tocando o Saiyok, uma flauta tradicional tailandesa, para um elefante chamado Plara.

Em uma entrevista ao Coconuts Bangkok, Barton explicou que quase todos os elefantes reagem à música. De repente, eles começam a se mover assim que a música começa a tocar. Alguns se aproximam do piano e o tocam com suas trombas, enquanto outros seguram suas trombas na boca enquanto ouvem as músicas. Outros, como Lam Duan, balançam de um lado para o outro. Todos ficam curiosos quando o som do piano chega aos seus ouvidos.

Assista ao vídeo do elefante Lam Duan dançando de um lado para o outro ao som da música clássica:

Neste vídeo, elefante “canta” enquanto ouve as músicas, confira:

E, neste vídeo, elefante coloca a tromba na boca e fica concentrado no som do piano:

*Fonte: por Robertas Lisickis para o boredpanda

*Imagens: Paul Barton

Você também pode gostar de ler:

Fotógrafa retrata animais idosos em santuários e o resultado é maravilhoso

Flautista toca para animais num santuário indiano e eles adoram

Música é usada para acalmar animais em abrigos



Deixe seu comentário