Você sabe a diferença entre fibras solúveis e insolúveis?

0

A diferença entre fibras solúveis e insolúveis está no modo como elas agem no organismo. Os dois tipos propiciam diversos benefícios à saúde e é importante ter um consumo regular. Veja a seguir o que distingue cada fibra e saiba seus benefícios.

*Por Fabiana Grillo

Não é segredo para ninguém que o consumo diário de fibras é fundamental não só para o bom funcionamento do intestino como também para o processo de emagrecimento, já que elas promovem sensação de saciedade por mais tempo.

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), devemos consumir, pelo menos, 25g de fibras por dia. E sabe o que isso significa? Dois pratos fundos (aqueles de sopa) cheios de frutas e legumes.

Mas, você sabe a diferença entre as fibras solúveis e insolúveis? Ambas devem estar presentes em nossa dieta?

Diferença entre fibras solúveis e insolúveis

Segundo a gastroenterologista Maria do Carmo Friche, professora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), cada fibra tem sua importância na alimentação.

As fibras solúveis (frutas, legumes e folhas) têm grande capacidade de retenção hídrica, o que ajuda na formação das fezes. Já as insolúveis (grãos, cereais integrais, bagaço e casca das frutas) proporcionam um estímulo mecânico no intestino e aumentam o volume das fezes.

Na prática, as grandes fontes acabam sendo os tradicionais arroz (de preferência o integral) e feijão. De acordo com a nutricionista Marcia Daskal, “o ideal é que a fibra, tanto solúvel como insolúvel, esteja presente nas principais refeições”.

Por isso, é importante ter uma alimentação variada e constante no consumo de frutas, legumes e cereais. Algumas dicas para aumentar o consumo de fibras diariamente são colocar mais vegetais nas refeições, usar mais grãos integrais no café da manhã e lanches da tarde, substituir a farinha de trigo branca pela integral nas preparações assadas, salpicar farelos em sopas e molhos e tomar sucos naturais.

Porém, se você faz parte do grupo de pessoas com restrições alimentares ou, como diz o meu marido, é muito seletivo na alimentação, converse com seu médico ou nutricionista para incluir na sua rotina suplementos de fibras.

Diferença entre fibras solúveis e insolúveis: compostos regulam o intestino

Uma pesquisa sobre o consumo de fibras no Brasil revelou que 87% das pessoas que consomem fibras por suplemento alimentar pelo menos uma vez por dia têm o intestino regular.

É fato que, quando há um mau funcionamento intestinal, a qualidade de vida pode ser impactada com desconfortos que afetam a rotina e, segundo Maria do Carmo, a prisão de ventre não deve ser encarada como algo natural.

É considerado saudável evacuar de três vezes por dia até uma vez a cada três dias. Esse padrão só é tido normal quando tal ritmo já é constante e habitual. Se a pessoa evacua três vezes por dia desde criança, e passa a ir ao banheiro uma vez a cada três, quatro dias, presumimos que esta mudança é uma alteração do hábito intestinal e devemos nos atentar.

Entre os entrevistados da pesquisa que consideram ter irregularidade intestinal, 76% apontam a prisão de ventre como o principal sintoma, seguida pela sensação de estufamento (68%), flatulência (65%) e dor abdominal (60%).

Fabiana Grillo é jornalista especializada em saúde e alimentação.

*Fonte: Fabiana Grillo

*Imagem: divulgação

Obs.: o conteúdo deste artigo é de responsabilidade do autor.

Você também pode gostar de ler:

Fibra: pode ajudar a perder gordura na barriga

Alimentação integral: qual a quantidade de fibras que você realmente deveria estar comendo?

Por que consumir alimentos integrais?

 



Deixe seu comentário