Dieta vegetariana estrita e culinária chinesa rica em vegetais ganham adeptos no esporte

0

A dieta vegetariana estrita está crescendo entre atletas, principalmente na China, onde a culinária é rica em vegetais. Diversos esportistas estão notando os benefícios da alimentação baseada em plantas, tanto no condicionamento físico, como em questões éticas e ambientais.

*Por Luan Xiang para a Xinhua

Cerca de 20.000 atletas de todo o mundo competiram em uma série de desafiadores cursos de obstáculo, realizados em Pequim, no mês de agosto.

Entre os participantes inspirados pelos valores dos antigos guerreiros espartanos que combinavam mente, corpo e espírito, uma equipe de homens e mulheres, liderada por Richardson Manzol, um embaixador do grupo Vegan Spartan, na China, destacou-se pelo seu desempenho e regime vegetariano estrito.

O venezuelano Manzol disse que espera inspirar mais pessoas a adotar o estilo de vida mais saudável e livre de crueldade animal, demonstrando a força e a resistência atlética proveniente de uma alimentação à base de plantas.

Adoção da dieta vegetariana estrita pelo líder do Vegan Spartan

Manzol adotou a dieta vegetariana estrita há três anos, enquanto vivia na China. A culinária do país asiático, com uma variedade de ingredientes vegetais e receitas à base de vegetais, facilitou a transição.

O modo de vida vegano consciente e a dieta livre de ingredientes de origem animal o faz “sentir-se mais energizado e saudável”. Como atleta, “mais leve, rápido e forte”, disse ele à Xinhua.

Ao longo das trilhas lamacentas dentro da Montanha Qianling, 30 km a sudoeste do centro de Pequim, os atletas saltaram sobre as paredes, rolaram pelos pântanos, subiram cordas e saltaram sobre chamas ardentes.

“Estou muito orgulhoso de todos vocês!”, disse Manzol à sua equipe. Seus membros vêm da parte continental da China, da Região Administrativa Especial de Hong Kong, dos Estados Unidos, da Rússia e de Cingapura, variando de alunos do 10º ano até atletas profissionais.

Alguns deles se comprometeram com o veganismo por seus benefícios de saúde comprovados. Outros, por questões de segurança relacionadas a práticas questionáveis na agricultura industrial intensiva e/ou à rejeição ético-moral da exploração animal.

Mudanças climáticas e o veganismo

A dieta vegetariana estrita também é adotada como um esforço pessoal para combater a mudança climática global, já que a agricultura animal é um dos principais contribuintes de emissões de gases de efeito estufa em todo o mundo.

Um relatório de 2014 da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura indicou que as emissões totais do gado global foram estimadas em 7,1 gigatoneladas de CO2 equivalente por ano. Isso representa 14,5% de todas as emissões de gases de efeito estufa antropogênicas.

Dieta vegetariana estrita em ascensão

Manzol participou da Spartan Race pela primeira vez em 2016, no mesmo ano em que decidiu se tornar vegano. Sua equipe expandiu de oito membros em 2016 para 35, em menos de três anos.

“Eu recebi mensagens de muitas pessoas dizendo que vão tentar adotar a dieta vegetariana estrita, depois de ver o que eu fiz”, disse ele. A comunidade vegana continua crescendo e numa faixa mais ampla de idades, nacionalidades e profissões.

“Aderir a uma dieta à base de plantas me ajudou de muitas maneiras, especialmente com meu treinamento”, disse à Xinhua um membro da equipe Vegan Spartan, Kava Halafihi, da ilha de Tonga, no Pacífico Sul.

O estudante universitário adotou o veganismo há 19 meses na China, onde treina para competir nos Jogos Olímpicos.

Antes da mudança para o veganismo, o atleta teve lesões graves. Quebrou os dois joelhos fazendo esportes no passado, o que exigiu cirurgias.

Durante sua reabilitação, Kava se tornou vegano. Nesse período, notou como os efeitos anti-inflamatórios da dieta baseada em plantas funcionavam em seu corpo.

Muitos atletas baseados em plantas adotaram uma dieta vegetariana estrita não apenas por razões éticas, mas também para um melhor desempenho atlético, o estudante apontou.

Kava disse que após a adoção da dieta vegetariana estrita houve um aumento do seu nível de energia. Além de uma recuperação mais rápida, após cada sessão de treinamento.

Dieta vegetariana estrita na China

Os esportes adeptos do veganismo ganharam popularidade ao longo dos anos e chegaram na China, onde um número crescente de pessoas começaram a trabalhar como uma maneira de melhorar sua saúde ou para aliviar o estresse da vida no escritório urbano.

A diversidade da culinária chinesa tornou fácil ser vegetariano (ovo e/ou lacto-vegeteriano) ou vegano, disse Kava. “É saudável se você optar por ser. Além disso, é um bônus para os animais e ao planeta. É uma vitória para todos. Você se torna saudável e salva o mundo”, disse ele.

*Fonte: Xinhua

*Imagem: divulgação

 



Deixe seu comentário