Dia Mundial Vegano: data é celebrada em 1º de novembro

0

Em 1º de novembro é celebrado o Dia Mundial Vegano. A data foi criada pelo ativista Louise Wallis em 1994, com o propósito de conscientizar as pessoas sobre a importância do veganismo.

O movimento foi estabelecido por Donald Watson e Elsie Shrigley, fundadores da The Vegan Society, na década de 1940.

De acordo com a The Vegan Society, “veganismo é um modo de vida que procura excluir, tanto quanto é possível e praticável, todas as formas de exploração e crueldade com os animais para comida, roupa ou qualquer outra finalidade. Dos ‘junk food’ aos crudívoros veganos, e todos os demais que estão entre eles, há uma versão do veganismo para todos os gostos. No entanto, uma coisa que todos nós temos em comum é uma dieta baseada em vegetais, evitando todos os alimentos de origem animal, como carne (incluindo peixes, crustáceos e insetos), laticínios, ovos e mel, bem como produtos como o couro e qualquer produto testado em animais”.

Dia Mundial Vegano: número de vegetarianos e veganos aumenta no Brasil

O vegetarianismo e o veganismo estão em expansão no mundo todo. Segundo uma pesquisa do IBOPE realizada em 2018, 14% da população brasileira se considera vegetariana. Isso equivale a aproximadamente 30 milhões de indivíduos.

Conforme o levantamento, esse número é de 16% em regiões metropolitanas. Em 2012, eram somente 8% de cidadãos que se declaravam vegetarianos nessas zonas.

A pesquisa mostra ainda que, a preocupação com o meio ambiente, os animais e a própria saúde, está levando milhares de pessoas a aderir a uma dieta sem ingredientes de origem animal.

Dia Mundial Vegano: entenda mais sobre veganismo

O veganismo é um modo de vida que exclui todo tipo de carne, laticínios, ovos ou qualquer produto proveniente de animais, não somente da alimentação, mas também em qualquer área que seja possível. Essa exclusão para os demais aspectos da vida acontece por ética, compaixão e reconhecimento aos direitos dos animais.

Desta forma, na medida do possível e praticável, o vegano não consome produtos de origem animal ou que foram testados em animais. Ele também se preocupa com o meio ambiente e com a saúde, se tornando mais consciente ao fazer escolhas.

Hoje em dia, devido à popularização do veganismo, já existem diversas alternativas acessíveis que não usam nenhum tipo de produto de origem animal e sem testes em animais, ficando cada vez mais simples aderir ao modo de vida.

Dicas para quem quer aderir ao veganismo

Confira a seguir algumas dicas de como começar a aderir ao movimento que respeita os animais e o meio ambiente.

– Aprenda receitas novas sem ingredientes de origem animal e cozinhe para a família e amigos. Veja algumas sugestões em nossa seção Receitas;

– Reflita sobre a vida dos animais de criação para consumo. Faça uma análise de todo o sofrimento a que são submetidos desde que nascem, até o momento do abate. Você pode ver algumas histórias em nossa seção Bem-estar e direito animal;

– Converse com seus amigos sobre vegetarianismo. Troque informações, faça um debate, discuta o tema de forma aberta, sempre respeitando a opinião de cada um. Você pode ir a eventos que promovam essas discussões. Fique sempre atualizado das atividades que acontecem em todo o país no nosso Facebook;

– Assista a alguns vídeos, filmes e documentários sobre o tema. Sempre indicamos algumas obras na nossa seção Vídeos;

– Vá a algum restaurante, café, doceria ou lanchonete que ofereça alimentação vegetariana e descubra novos sabores. Recomendamos várias locais em Rotas, no nosso site;

– Conheça na seção Animais do nosso portal algumas ONGs, protetores, Santuários e outras entidades que ajudam animais. Você pode visitá-las e colaborar em seus trabalhos.

Reflita sobre o assunto e adote o veganismo em sua vida. Assim, você estará salvando milhares de animais, poupando o meio ambiente e terá uma vida muito melhor.

*Imagem: divulgação



Deixe seu comentário