Dia Mundial dos Animais: reflexão sobre o trabalho diário em prol da libertação de todos

0

No dia 04/10, é comemorado o Dia Mundial dos Animais. A data foi criada para celebrar toda forma de vida animal e destacar a importância de protegermos cada espécie. Animais humanos, não humanos e a natureza necessitam viver em harmonia para manter o equilíbrio do planeta.

Dia Mundial dos Animais: poucos motivos para comemorar

O Dia Mundial dos Animais foi instituído durante uma convenção de ecologistas, em Florença (Itália), em 1931. É uma data para conscientizar sobre toda forma de vida animal, de seres sencientes, sendo domésticos ou não. No entanto,  ainda não é possível comemorá-la plenamente. Apesar de alguns avanços, ainda há milhares de animais que precisam ter direito à liberdade para viverem suas vidas de forma digna, com respeito.

Todos os dias, peixes, vacas, aves, porcos, cabras, cães, gatos, cavalos, jumentos, elefantes, ursos, visons, entre outros, são mortos e explorados, em fazendas, abatedouros, laboratórios, circos, zoológicos, na indústria do leite e de ovos, para utilização de seus pelos e pele etc.

Em 2019, o Brasil sofreu alguns retrocessos em relação ao direito animal. A vaquejada e o laço, por exemplo, atividades que torturam animais, foram consideradas expressões esportivo-culturais pertencentes ao patrimônio cultural brasileiro. O projeto de lei foi aprovado na Câmara dos Deputados e sancionado em setembro/2019 pelo presidente Jair Bolsonaro.

Neste mesmo mês, o Tribunal Regional Federal derrubou a liminar da Justiça Federal que proibia os frigoríficos de abater jumentos na Bahia. A ação estava em vigor desde dezembro de 2018, depois de denúncias de maus-tratos contra os animais na cidade de Itapetinga. Agora, eles estão sujeitos novamente à violência.

Outro projeto de lei que é uma ameaça aos animais é o 3.723/2019. Ele prevê a flexibilização da posse e porte de armas no Brasil. De acordo com ambientalistas, o PL pode abrir caminho para a caça de animais nativos e atribuir fiscalização ao Exército, em vez do Ibama. O projeto de lei pode ser definido ainda este ano. Veja mais detalhes aqui.

Dia da Natureza

Hoje também é celebrado o Dia da Natureza. A data foi instituída para mostrar o quanto o meio ambiente é essencial para os seres vivos. Porém, a natureza sofre cada vez mais com as ações do Homem.

Na região amazônica, por exemplo, houve um dos maiores índices de queimadas da história, nos últimos meses. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – Inpe, foi registrado um acumulado de mais de 137 mil focos de incêndio, entre os meses de janeiro e setembro de 2019, um aumento de 56% em relação ao mesmo período de 2018.

Luta pela conscientização

Todos esses fatos mostram como os animais precisam ser mais respeitados e ter seus direitos garantidos, assim com o meio ambiente.

Por isso, vamos continuar trabalhando em prol dos animais e da natureza. Seremos sua voz, levaremos informação e compaixão para que as pessoas possam refletir sobre suas atitudes e fazer mudanças que visam o bem-estar e direito à vida de todos.

Você também pode gostar de ler:

– Bolsonaro assina decreto que prejudica ainda mais animais de rodeios e práticas semelhantes

– Senado aprova Projeto Animal não é Coisa, mas protege manifestações culturais e agropecuária

– Número de animais silvestres diminuiu mais de 50% nos últimos 40 anos, segundo novo relatório do WWF

*Imagem: divulgação



Deixe seu comentário