Dia Mundial do Vegetarianismo: a construção de um mundo melhor só depende de nós

0

Nesta segunda-feira (01), comemora-se o Dia Mundial do Vegetarianismo. A Sociedade Vegetariana Norte Americana (saiba mais aqui) criou a data, para lembrar a importância deste conceito, que salva milhares de vidas, tanto animais como humanos.

Cada vez mais surgem adeptos da dieta que se baseia em alimentos de origem vegetal. Segundo o último levantamento realizado pelo IBOPE (veja aqui), divulgado em maio, 14% da população brasileira se declara vegetariana, o que equivale a 30 milhões de pessoas.

De acordo com o instituto, esse crescimento segue a tendência mundial na busca por uma alimentação mais ética, sustentável e saudável. As pessoas estão mais preocupadas com o bem-estar dos animais e da Terra, assim como com sua saúde, depois de tantos alertas, inclusive da Organização Mundial da Saúde, dos riscos do consumo excessivo de carnes.

Dia Mundial do Vegetarianismo: como o vegetarianismo se classifica

O vegetarianismo é uma dieta alimentar que se baseia no consumo de alimentos de origem vegetal. Nesta alimentação, qualquer tipo de carne é excluído. Dentro deste regime, há algumas vertentes. Por exemplo, existem vegetarianos que comem mel. Já quem é vegetariano estrito, exclui todo alimento de origem animal – o que inclui a substância gerada pelas abelhas.

Confira abaixo as classificações existentes atualmente:

– Ovolactovegetariano:nessa dieta, nenhuma carne é consumida, mas, laticínios e ovos são ingeridos.

– Lactovegetariano: carne e ovos são excluídos nesse regime. Porém, laticínios são consumidos.

– Ovovegetariano: este regime exclui carne e laticínios. Mas, ovos são incluídos.

– Vegetariano estrito: todo tipo de carne, laticínios, ovos, mel e qualquer produto proveniente de animais é eliminado dessa dieta.

O vegetariano estrito, também conhecido como vegano, estende essa exclusão para os demais aspectos de sua vida. Tanto por questões éticas, como pela compaixão e reconhecimento dos direitos animais. Isso vale mesmo que a mercadoria não tenha ingredientes animais. Porque, se em algum momento de sua produção um ser senciente tenha sido utilizado, como em testes, por exemplo, o vegano não consome.

Dia Mundial do Vegetarianismo: momento para refletir sobre hábitos

O Dia Mundial do Vegetarianismo é um momento para que as pessoas revejam seus hábitos. É uma oportunidade para conhecer mais sobre os benefícios da alimentação vegetariana, seja em termos de saúde, como em relação ao bem-estar dos animais e à preservação da natureza.

Indicamos algumas ações que você pode colocar em prática, sendo vegetariano ou não, em prol de um mundo melhor para todos:

– Aprenda receitas novas sem ingredientes de origem animal. Cozinhe para sua família e amigos. Você pode consultar diversas receitas em nosso site clicando aqui);

– Amplie sua compaixão e reflita sobre a vida dos animais de criação para consumo e todo o sofrimento a que são submetidos desde que nascem, até o momento do abate;

– Converse com seus amigos sobre o vegetarianismo e saiba o que cada pessoa pensa sobre o assunto. Troquem informações, façam um debate, discutam o tema de forma aberta, sempre respeitando a opinião uns dos outros;

– Assista a alguns vídeos sobre o tema (indicamos alguns deles aqui);

– Vá a algum restaurante, café, doceria ou lanchonete que ofereça alimentação vegetariana e descubra novos sabores (veja sugestões de lugares aqui);

– Leia sobre os impactos da alimentação onívora no meio ambiente e suas implicações na saúde das pessoas (no portal oferecemos artigos e notícias sobre meio ambiente e alimentação. Clique aqui  para acessar).

Aproveite este data para ficar por dentro deste universo, repensar hábitos e fazer mudanças positivas e significativas em prol de um mundo melhor para si e todas as pessoas, animais e meio ambiente!

*Imagem: divulgação



Deixe seu comentário