Casinhas para proteger corujas são instaladas em cidade no Mato Grosso do Sul

0

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Agronegócio do Mato Grosso do Sul instalou casinhas para corujas na Lagoa Maior. O lago é situado na cidade de Três Lagoas (MS). A iniciativa visa proteger as aves e manter o convívio ambiental no espaço.

De acordo com o secretário da Pasta, Toniel Fernandes, a ideia de colocar abrigos para os animais surgiu depois de solicitações feitas por frequentadores do local, que é um dos pontos mais visitados do município. “Recebemos alguns pedidos para taparmos buracos-ninhos de corujas que existem na área gramada da Lagoa, para evitar o risco de alguém pisar e se machucar. Pensando na segurança das pessoas, sem prejudicar o habitat e criação dessas aves, a instalação dessas casinhas foi a alternativa que encontramos para promover o convívio ambiental”, explicou.

Até o momento, já foram instaladas quatro casinhas que estão protegendo os ninhos das corujas que ficam na Lagoa Maior. Outra pequena casa foi colocada na Avenida Eloy Chaves, no centro da cidade.

Corujas devem ser protegidas por toda a população

O secretário Toniel Fernandes informou, ainda, que novas casinhas serão adicionadas nas regiões onde houver mais buracos-ninhos.

Ele ressaltou também a importância da preservação desses pequenos abrigos para as aves, que devem ser cuidadas por todos. “Gostaria de pedir a colaboração de toda a população sobre a conservação e cuidado, porque elas são especialmente para proteger os buracos-ninhos e o material não é tão resistente. Sejamos conscientes com a causa animal e coisa pública”, concluiu Toniel.

A iniciativa teve uma repercussão positiva entre os habitantes da cidade. Nas redes sociais, os cidadãos elogiaram a implantação das casinhas, que protege as aves e proporciona mais segurança (veja a publicação aqui).

*Fonte e imagem: Prefeitura Municipal Três Lagoas

Você também pode gostar de ler:

“Cão Domínio” é inaugurado para atender cães comunitários em Canoas (RS)

Coruja protege ovo de pato até ele eclodir em segurança

Bosque em Campinas-SP não terá mais animais em cativeiros



Deixe seu comentário