Consumidores estão redefinindo o couro – a PETA pede que os dicionários se juntem a eles

0

A palavra couro pode ganhar uma nova definição em breve. Palavras são importantes. São elas que usamos para nos comunicar uns com os outros. Nós as utilizamos para nos expressar e, por isso, é importante que cada uma delas seja definida de forma adequada. Conforme nossa cultura evolui, o mesmo deve acontecer com as palavras – neste caso, “couro”.

*Por Katherine Sullivan para a PETA

O dicionário Oxford define “couro” como: material feito a partir da pele de um animal por curtimento ou processo similar. No entanto, com o passar do tempo mais empresas dos ramos de moda, automóveis e móveis fazem a inteligente e compassiva mudança para tecidos de couro livre de animais. Portanto, este é o momento para que os dicionários alterem sua definição oficial.

Por isso que a “PETA – People for the Ethical Treatment of Animals está pedindo à editora Randon House e a outras empresas importantes de dicionários que ajustem suas definições para “couro” com mais precisão. O pedido é para que ampliem os termos para incluir todos os materiais similares duráveis, naturais e sintéticos. Leia aqui a carta da PETA para a Randon House (em inglês).

Indústria do couro comete atrocidades com os animais

É fácil entender porque os produtos que não são provenientes de animais estão se tornando populares. A cada ano, milhões de vacas e outros animais são mortos para retirada de pele. Eles enfrentam os horrores da agricultura industrial: privações e confinamento extremo, além de castração, marcações e outras crueldades – sem analgésicos.

Nos matadouros, suas gargantas são cortadas e, algumas vezes, os animais são esfolados e desmembrados enquanto ainda estão conscientes. Também há o fato de que a agricultura animal (incluindo o couro feito de pele) é um dos principais contribuintes para as mudanças climáticas, pois produz pelos menos 51% das emissões globais de gases do efeito estufa.

O couro livre de animais está ampliando seu espaço do mundo. À medida que a aumenta demanda dos consumidores por produtos livres de crueldade humana, as indústrias de roupas, móveis e automóveis estão trabalhando rapidamente para atender estes clientes. Cada vez mais marcas estão substituindo itens feitos de pele de animais por coleções veganas.

Claro que os dicionários precisam expandir a definição de couro para refletir o fato de que sua função é facilmente executada por um tecido natural ou sintético.

Você pode ajudar na redefinição da palavra couro

Os animais usados pela indústria de peles sofrem imensos abusos durante suas curtas vidas. “Natural”, “sintético”, “amigo dos animais”, “livre de crueldade”, “falso” e “artificial” são os únicos tipos ideais de palavras que devem ser usadas para descrever o couro.

Todos nós devemos decidir se apoiamos a bondade ou a crueldade ao comprar uma jaqueta nova, um par de sapatos ou até mesmo um sofá ou carro. Ao optar por usar produtos veganos todos os dias, você estará ajudando a impedir o comércio global de peles. Em outras palavras, você estará ajudando a salvar a vida de animais.

Ajude na campanha que pede à H&M para usar apenas couro vegano. Clique aqui.

*Fonte: PETA

*Imagem: divulgação



Deixe seu comentário