Ciclista vegetariano estrito: quais as principais recomendações?

0

Veganos são constantemente questionados sobre alimentação e, em relação ao ciclista vegetariano estrito, a realidade não é diferente. “Será que essa dieta é confiável? Supre todas as necessidades nutricionais? É preciso suplementar a B12? E o cálcio, como obter?” Essas e outras dúvidas são levantadas a todo instante para quem optou por uma dieta livre de ingredientes de origem animal, ainda mais quando se trata de um atleta de alta performance.

No universo do ciclismo, Dave Zabriskie e Christine Vardaros são profissionais de sucesso que mostram que é possível ser um ciclista vegetariano estrito.

É de extrema importância ter o acompanhamento nutricional na transição para o vegetarianismo estrito. De acordo com a nutricionista esportiva Priscila DiCiero é preciso realizar alguns exames, como o hemograma e a B12, para verificar se está tudo certo com os nutrientes.

Ela ainda reforça que o nutricionista ou profissional da área escolhido deve ter familiaridade com este tipo de dieta. Alguns não têm conhecimento sobre o vegetarianismo, o que dificulta orientar o atleta e ter segurança que sua performance não será afetada, conforme comprovam muitas pesquisas. Eles podem, inclusive, recomendar que o ciclista volte a comer carne para que seu rendimento não caia. Por isso, é indicado procurar se consultar com alguém que realmente entenda do assunto.

O que o ciclista vegetariano estrito pode comer

Diferentemente do que muitos acreditam, repor as calorias num pedal diário é simples e existem receitas práticas, rápidas e muito fáceis de fazer. Priscila orienta ingerir:

– Mix de castanhas com frutas secas;

– Barrinha de rapadura;

– Coco seco;

– Barra de cereais caseira;

– Pão integral com pasta de amendoim e geleia;

– Chips de batata doce.

Continue lendo a matéria do portal Ativo aqui e confira também duas receitas indicadas por Priscila para ciclistas vegetarianos estritos.

*Fonte: por Breno Deolindo para o portal Ativo

*Imagem: divulgação



Deixe seu comentário