Cadela abandonada, doente e atropelada em Santa Cruz do Sul ganha nova família

0

Uma cadela abandonada que foi achada às margens de uma estrada em Santa Cruz do Sul, no Rio Grande do Sul, foi adotada por uma família e vive uma nova vida. Ela havia sido encontrada desidratada, debilitada e, inclusive, atropelada. Após ser resgatada, foi verificado que ela estava com uma fratura no quadril, o que dificultava sua locomoção.

Caso a cachorra não tivesse sido salva por uma ONG local, seu destino seria muito trágico. Na época em que foi localizada, os voluntários a deixaram numa clínica veterinária. Ela passou, então, por uma cirurgia de emergência. Foi descoberto, ainda, que a cadela estava prenha, mas, devido ao acidente que sofreu, seus filhotes morreram no útero.

Após ser castrada e ter passado pela recuperação, a cachorra conquistou um novo lar. O médico veterinário Luciano Frozza, um dos profissionais que acompanhou o tratamento dela, a levou para sua sobrinha Júlia, de quase três anos de idade.

Foi, então, que a cadela nasceu novamente.

Cadela abandonada encontra amor em sua nova família

Batizada de Duquesa, a cadela é muito amada por sua nova família e pela Júlia. As duas passam a maior parte do tempo unidas. “É impressionante a docilidade da Duquesa. Parece que ela ajuda a cuidar da Júlia. As duas ficam quase sempre juntas pelo pátio. A convivência delas nos surpreendeu”, conta a mãe da menina, Adriane Gomes, ao jornal Folha do Mate, publicação regional da cidade.

Mesmo tendo sido operada e tratada, a cachorra ainda caminha com dificuldade e, de acordo com a mãe de Júlia, possui traumas do sofrimento que passou. “Ainda estamos acompanhando a recuperação. O que nos impressiona é que, mesmo sendo um animal tão dócil, foi simplesmente abandonada. A crueldade que a Duquesa passou é algo sem fundamento”, declara a mãe da menina ao jornal.

*Fonte e imagem: Folha do Mate



Deixe seu comentário