Justiça: ativistas e internautas exigem punição pela morte de cachorro no Carrefour de Osasco-SP

0

De acordo com testemunhas, um cachorro foi cruelmente envenenado e espancado por um segurança do Carrefour, em Osasco (São Paulo). O fato ocorreu no dia 28, mas só chegou ao conhecimento de ativistas na última sexta (30).

Segundo depoentes que presenciaram a cena, o agressor bateu no animal até que suas patas quebrassem. O cachorro havia sido abandonado no estacionamento do Carrefour há cerca de uma semana. Alguns funcionários da empresa e de lojas locais estavam alimentando e oferecendo água para ele, segundo testemunhas.

O animal ainda foi socorrido e levado para o Centro de Controle de Zoonoses, mas não resistiu aos ferimentos. Há a suspeita de que ele tenha sido envenenado também. Um inquérito vai apurar se isso ocorreu.

Cachorro morto em Osasco: possíveis motivos do crime e posicionamento do Carrefour

Segundo funcionários do Carrefour de Osasco, no dia da agressão, a gerência solicitou que fosse feita uma limpeza na área, devido à chegada de representantes internacionais da rede no local. O pedido incluía, ainda, de acordo com os empregados, que “sumissem com o cachorro” que circulava nas dependências da empresa.

No último sábado (01), o delegado Bruno Lima, que atua na causa animal, foi até o local do crime, para investigar o caso. Nesta segunda-feira (03), a autoridade, junto de Silvia Fagundes, da Delegacia do Meio Ambiente, informou que o inquérito já foi instaurado e que mais testemunhas serão ouvidas para apurar o crime. Veja aqui o depoimento deles, com mais detalhes da investigação.

O Carrefour divulgou uma nota, informando que afastou os funcionários responsáveis pela segurança da empresa na ocasião do espancamento. Na declaração, a empresa diz que repudia qualquer ato de maus-tratos:

“A rede informa que repudia veementemente qualquer tipo de maus-tratos. Esclarece ainda que, preventivamente, afastou a equipe responsável pela segurança do local no dia da ocorrência até que a rigorosa apuração em curso seja concluída e as devidas providências adotadas. Reforça também que, assim que notou a presença do animal nas dependências da loja, o acolheu, oferecendo água e comida, até que a equipe do Centro de Controle de Zoonoses de Osasco chegasse ao local para o devido atendimento”.

Ativistas protestam pela morte de cachorro em Osasco

No último sábado (01), ativistas protestaram em Osasco, exigindo que providências sejam tomadas pela morte do animal. Há também um movimento de boicote à empresa, pedindo à população que não compre os produtos da rede de hipermercados.

O deputado estadual Feliciano Filho (PRP-SP), que luta pelos direitos animais, se manifestou nas suas redes sociais e disse que espera uma atitude firme da empresa. “A sociedade espera que o Carrefour tome uma atitude dura, explícita e rápida, com o intuito de punir de forma clara”, declara.

Está agendada uma manifestação de repúdio e luto pela morte brutal do cachorrinho no próximo sábado, 08/12, no Carrefour de Osasco. Saiba mais aqui.

*Fontes: Visão Oeste; Feliciano Filho; ONG Bendita Adoção; Ralfi Silva

*Imagem: divulgação



Deixe seu comentário