Estudo descobre que 122 das 128 baleias mortas em caça japonesa estavam grávidas

0

Baleias mortas em caça japonesa é um tema que merece atenção da sociedade como um todo. Há muito tempo “Save the Wales” se tornou um slogan. Além disso, também é sinônimo de luta pelos direitos animais e do meio ambiente. Por muitas décadas, ativistas se dedicaram incansavelmente para impedir a caça às baleias em países como Islândia, Noruega, Dinamarca e Japão.

*Por Natasha Brooks

Apesar da proibição internacional da caça comercial às baleias, os caçadores continuaram a entrar em áreas protegidas para caçar e matar baleias nos oceanos.

Os baleeiros japoneses visam rotineiramente as baleias minke e, quando se deparam com a oposição das autoridades, fazem afirmações falsas de que a caça é por causa da “ciência”.

Esse argumento não poderia estar mais longe da verdade, já que a morte em massa de qualquer espécie não pode ser justificada como “científica”. Ainda não há um único relatório publicado sobre as descobertas.

Número de baleias mortas em caça japonesa passa de 300

A temporada 2017-2018 de caça dos baleeiros do Japão provou ser ainda mais perturbadora do que sabemos. Das 128 fêmeas adultas caçadas na última temporada, 122 estavam grávidas.

No total, 333 baleias foram mortas pelo Japão na Antártida, na temporada passada, sendo 152 machos e 53 fêmeas jovens.

A caça às baleias do Japão não tem mérito científico, pois esses animais são caçados para serem massacrados e comidos. Embora o ataque sem sentido à sobrevivência de qualquer espécie seja errado, o fato de muitas das baleias mortas na caça japonesa nesta temporada estarem grávidas torna a caçada ainda mais moralmente repreensível.

Este ataque à biodiversidade global e à preciosa vida marinha não é apenas ilegal pelo direito internacional. Mas, está prejudicando muito o já delicado equilíbrio da natureza e as taxas de reprodução perturbadoras das baleias minke. Não é nem preciso dizer, mas já é tempo destes ataques violentos e egoístas à Mãe Natureza terminarem de uma vez por todas.

Baleias mortas em caça japonesa: como ajudar a combater

Embora as soluções para esse problema global grave possam parecer fora do nosso alcance como indivíduos, ainda há muito o que fazer para ajudar.

Por exemplo, nunca visite um restaurante que serve carne de baleia. Você pode doar para organizações de conservação dos oceanos. Entre elas, Sea Shepherd ou Whale and Dolphin Conservation.

Dessa forma você está contribuindo e tornando-se parte da solução para salvar as baleias do nosso planeta. É claro que disseminar a conscientização é sempre a chave para iniciar a mudança. Por isso, faça sua parte para educar seus colegas sobre as baleias mortas na caça japonesa. Compartilhe isso com sua rede!

*Fonte: One Green Planet

*Imagem: divulgação



Deixe seu comentário