Atletas vegetarianos estritos provam que são saudáveis e fortes

0

Muitos acreditam que, para praticar esportes, é necessário consumir ingredientes de origem animal. Os atletas vegetarianos estritos a seguir, colecionam títulos e contam um pouco de sua história de sucesso. Alguns deles fizeram esta opção por compaixão e respeito aos animais. Confira!

*Por Love Veg

Kendrick Farris

Nas Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro, Kendrick Farris foi o único concorrente masculino vegetariano estrito da divisão de halterofilismo da equipe dos EUA. E ele conseguiu! Quebrou o recorde dos EUA, levantando 376 e 195 quilos em uma só tentativa. Farris decidiu se tornar vegetariano estrito em 2014, pouco antes de seu filho nascer. “Ele é o meu segundo filho, e para mim foi um momento de reflexão – sobre as coisas que eu quero ensinar e o exemplo que eu desejo passar para ele”. Desde a sua mudança, ele tem prosperado: “Agora, meu corpo se recupera muito mais rápido. Eu me sinto mais leve. Minha mente está mais clara. Eu sinto que posso me concentrar muito melhor”. Veja o que ele come.

Tia Blanco

Foi campeã mundial de surf por duas vezes. Tia Blanco é conhecida por sua vitória e medalha de ouro pela Associação Mundial de Surf no Campeonato Mundial de Surf para Mulheres em 2015 (ela se tornou vegetariana estrita dois anos antes). Surfar leva a uma resistência física incrível, e Blanco gasta muitas horas na água todos os dias para se preparar para as competições. Ela atribui grande parte do seu sucesso a uma dieta primordialmente baseada em vegetais. Veja o que ela come!

Scott Jurek

O atleta de ultramaratona, Scott Jurek, foi notícia quando completou todo o trajeto da Trilha dos Apalaches em um recorde de 46 dias, oito horas e sete minutos. Ele também ganhou a Ultramaratona Badwater de 217 km duas vezes; fez o Spartathlon de 246 km na Grécia três vezes consecutivas e assumiu o primeiro lugar em praticamente todas as etapas mais avançadas do mundo. Jurek admite que ele cresceu odiando vegetais. Mas, agora acredita que seu sucesso, tempo de recuperação e falta de lesões se devem a uma dieta vegetal. Veja o que o alimenta!

Patrik Baboumian

Forte e vegetariano estrito, Patrik Baboumian não tem problema quando se trata de ganhar músculo. Ele ganhou inúmeras competições e estabeleceu muitos recordes mundiais por sua força. Venceu o Campeonato alemão de levantamento de peso todos os anos desde que foi realizado pela primeira vez em 2009 e quebrou três recordes mundiais depois de se tornar vegetariano estrito em 2011. Para quem não acredita, ele diz: “Esta é uma mensagem para todos aqueles que pensam que você precisa de produtos de origem animal para ser forte. Depois de me tornar vegetariano estrito, fiquei mais forte do que nunca e continuo melhorando dia a dia. Não escute especialistas da nutrição autoproclamados e a indústria de suplementos tentando te dizer que você precisa comer carne, ovos e produtos lácteos para obter proteínas suficientes. Há uma abundância de fontes de proteínas nos vegetais e seu corpo irá agradecê-lo por parar de alimentá-lo com seres mortos. Torne-se vegetariano estrito e sinta o poder!”. Onde ele consome sua proteína?

Jehina Malik

Campeã feminina de musculação, Jehina Malik é vegetariana estrita desde que nasceu! Ela é a primeira atleta vegetariana estrita a conquistar o título de fisiculturismo do IFBB Professional (Confederação Internacional de Fisiculturismo) e acredita que o vegetarianismo é a melhor opção para o seu corpo. Acha engraçado quando as pessoas dizem que os vegetarianos estritos devem ser magros e não ter músculos. Ela está determinada a quebrar todos os estereótipos e barreiras que sugerem que os vegetarianos estritos não podem ser fisiculturistas. Saiba mais sobre ela!

Atletas vegetarianos e a compaixão pelos animais

Mac Danzig

Mac Danzig é o lutador de Artes Marciais Múltiplas (MMA) que competiu no mais alto nível. Danzig se tornou vegetariano estrito por respeito aos animais: “Desde que me lembro, sempre tive um profundo respeito e interesse pela natureza e pelos animais”, explica Mac. “Lembro de ter 13 anos e ver um caminhão na rua cheio de porcos. Todos a caminho do matadouro. Um deles fez contato visual comigo por um tempo. Foi um dos momentos mais tristes que me lembro. Havia muita inteligência e espírito nele, mas ia ao encontro de uma morte horrível”. Entretanto, o vegetarianismo não apenas fez maravilhas por seu karma, como também o ajudou como atleta. “Quando eu decidi me tornar vegetariano estrito, deixei a categoria de 70 quilos muito mais fácil, e não perdi nenhuma grama de músculo. Sou mais magro do que costumava ser, e eu tenho muito mais energia do que antes”. Veja o que ele come!

Tim Shieff

É um dos atletas mais conhecidos e bem-sucedidos em corrida livre e parkour (ginástica urbana). Desde que se tornou vegetariano estrito, Tim Shieff percebeu uma melhora em seu desempenho atlético: “Antes de ser vegetariano estrito eu tinha tendinite, dores nas articulações, ligamentos e meus joelhos ficavam doloridos. Tudo isso foi embora assim que mudei minha alimentação para uma dieta à base de vegetais. É anti-inflamatória, e seu sistema digestivo faz uma pausa. Comer carne gasta muito tempo para digerir e, por isso, não consegue usá-lo para curar outras partes do seu corpo”. Mas ele realmente mudou sua dieta pelos animais: “O vegetarianismo para mim é sobre a atenção plena. Eu faço isso para libertar animais”. Veja o que ele tem a dizer.

*Fonte: Love Veg

*Imagem: Pixabay



Deixe seu comentário