Bosque em Campinas-SP não terá mais animais em cativeiros

0

O Bosque dos Jequitibás, em Campinas-SP, não terá mais animais em cativeiros, de acordo com a secretaria de Serviços Públicos da cidade. O espaço possui, atualmente, aproximadamente 200 animais presos.

Segundo o secretário da pasta, Ernesto Dimas Paulella, o local será desativado em até 10 anos. Ele disse, ainda, que os animais não serão mais repostos. O objetivo é transformar o lugar, dentro de alguns anos, em um santuário ecológico, para que eles possam viver livremente.

A mudança ocorreu depois de muito tempo de pressão das entidades de proteção animal que atuam na cidade de Campinas. “Hoje, o apelo é de não manter animais em cativeiro. Mas, sim, espaços de animais, como santuários ecológicos, como queremos que o Bosque se torne”, afirmou o secretário.

Atualmente, o Bosque dos Jequitibás mantém diversos animais em cativeiro, como: cotias, bichos-preguiça, tatus, araras, alguns leões, onças, hipopótamos e macacos. Muitos deles estão idosos e chegaram ao espaço com mais de 10 anos de idade.

Animais em cativeiros: órgãos municipais trabalham em mais mudanças

A pasta de Serviços Públicos também está atuando, junto com a Secretaria do Verde, em uma nova lei, para impedir que outros empreendimentos do gênero se instalem em Campinas.

Segundo Rogério Menezes, os funcionários que trabalham no Bosque serão realocados para a nova unidade do Centro de Recuperação de Animais Silvestres – CRAS. O espaço será estruturado para atender melhor os animais.

Além disso, eles também estão trabalhando, de forma conjunta, para proibir o funcionamento de estabelecimentos que obrigam cães a se reproduzirem com fins comerciais. A prática ainda é comum e deixa diversas sequelas nos animais. Muitos ficam com traumas físicos e psicológicos, após serem mantidos nestas circunstâncias.

Leia a matéria completa do A Cidade On, jornal regional do interior do estado de São Paulo, aqui.

*Fonte: A Cidade On

*Imagem: divulgação

 



Deixe seu comentário