Alergia a cosméticos: escolha sempre produtos de qualidade

0

A alergia a cosméticos é um problema cada vez mais comum na sociedade. Muitas pessoas nascem ou podem desenvolver ao longo da vida alguma intolerância a determinadas substâncias presentes nesse tipo de mercadoria. Por isso, é importante ficar atento e escolher produtos veganos, orgânicos e naturais, que são formulados com ingredientes livres de químicas nocivas ao organismo. Além disso, não são testados em animais e respeitam o meio ambiente.

Alergia a cosméticos: como se caracteriza

A alergia a cosméticos pode se manifestar de diversas formas na derme, após o uso de cosméticos que contenham determinados ingredientes. A mais comum é a que provoca danos imediatamente depois do contato com o agente agressor. Surge, em seguida, uma inflamação, que aparece com vermelhidão, coceira, sensação de queimação, entre outras reações, segundo a médica especializada em Alergia e Imunologia Adulto e Infantil, Rosane Bleivas Bergwerk (saiba mais aqui).

Em pessoas com predisposição à alergia, podem aparecer eczemas com vermelhidão, inchaço na pele, pequenas bolhas, além de coceiras. A reação alérgica pode desencadear, em sua fase crônica, linhas profundas e causar ressecamento na pele, inclusive fotodermatite, que é a sensibilidade à luz solar (confira mais aqui).

Alergia a cosméticos: quais são os ingredientes que causam esse problema

As substâncias que mais costumam causar alergias nas pessoas são: cloreto de cobalto, formaldeído, perfume-mix, irgasan e parafenilenodiamina, de acordo com a dermatologista Marcela Gomes (veja mais aqui).

Presentes em maquiagens e esmaltes de unhas, respectivamente, o cloreto de cobalto e o formaldeído podem causar alergias no rosto, especificamente nas pálpebras, conforme o alergista Fábio Morato (leia mais aqui).

O perfume-mix é uma fragrância comum em perfumes e em produtos que exalam cheiro, como sabonetes e loções corporais, sendo um dos maiores causadores de alergias, segundo a especialista Rosane Bleivas Bergwerk (confira mais aqui).

Composto geralmente usado em shampoos, alisantes e tinturas convencionais, o irgasan pode descamar o cabelo, além de promover queda e feridas, segundo o alergista  Fábio Morato (saiba mais aqui).

Muito presente também em tinturas de cabelo, a parafenilenodiamina pode provocar coceira, vermelhidão e fazer com que o cabelo caia com frequência, de acordo com o dermatologista André Amado (leia mais aqui).

Alergia a cosméticos: produtos veganos, orgânicos e naturais não irritam sua pele

Uma maneira de não sofrer com as alergias, é escolher produtos veganos, orgânicos e naturais. Eles não possuem os ingredientes que causam reações alérgicas. Além disso, são formulados com componentes extraídos da natureza, sem aditivos químicos agressivos ao seu organismo.

Os cosméticos veganos não possuem elementos de origem animal em sua composição e também não são testados em animais. São indicados para pessoas com sensibilidade alérgica, já que sua fórmula não agride o organismo, por não conter substâncias tóxicas. Além disso, eles promovem o bem-estar animal e do meio ambiente (saiba mais aqui).

Os cosméticos orgânicos não levam componentes de agrotóxicos, o que evita o desencadeamento de possíveis alergias (veja mais aqui).

Feitos com extratos da natureza e óleos essenciais, os cosméticos naturais também são ótimas opções para alérgicos (leia mais aqui).

Se você possui alergia a cosméticos, prefira os produtos veganos, orgânicos e naturais. Além de garantir mais saúde para sua pele e organismo, você estará salvando  milhares de animais, assim como o planeta.

*Fontes: Minha Vida; Beleza na Web; Anelise Cardinal; Melhor com Saúde

*Imagem: divulgação



Deixe seu comentário